MacBook Pro 13 ‚ÄĚ 2018 desmontado: uma bateria maior, mas muito ‚Äú dif√≠cil ‚ÄĚ para repar√°-la e atualiz√°-la

ma√ß√£ renovou a linha de sua MacBook Pro alguns dias atr√°s. Ele introduziu importantes not√≠cias de hardware deixando de lado a est√©tica que, sem d√ļvida, n√£o precisava ser ‚Äúretocada‚ÄĚ. De fato, muitos novos recursos que a empresa decidiu colocar em seus MacBooks de 2018 desde nova tela com True Tone adequado para a luz ambiente, passando por um teclado renovado, menos barulhento e, esperan√ßosamente, mais resistente novos processadores, novos SSDs √© novos componentes internos. O iFixit claramente pegou a bola imediatamente e desmontou a vers√£o de 13 polegadas para entender o que realmente mudou.

Em primeiro lugar começamos com a bateria do novo MacBook Pro de 13 polegadas, que vê um aumento significativo de quase 20% de watts agora. A bateria agora é de 58 Wh e não 49,2 Wh, como no modelo anterior. Tudo isso, no entanto, não é relatado pela Apple e, acima de tudo, ainda não está claro se há realmente um aumento na autonomia ou se tudo isso foi descrito para compensar o maior poder do MacBook Pro. Sim, porque nesse caso o novo dispositivo levado em consideração pelo iFixit, vê a presença de um Processador Intel Core i5 de 2,3 GHz (com 3.8GHz Turbo Boost) e depois placa gráfica Iris Plus Graphics 655, 8 GB de RAM e uma unidade SSD de 256 GB.

Na desmontagem, o iFixit encontra alguns mudanças em relação aos alto-falantes que agora são melhores do que antes, sendo um pouco mais longas, mas mais estreitas, conseguindo ficar presas entre o corpo e a placa lógica do novo MacBook Pro. Sabemos bem como a Apple é meticulosa ao encontrar a otimização no posicionamento dos vários componentes. Trackpad idêntico ao modelo anterior, mas com um novo chip, assim como o Touch Controller e o conversor analógico-digital.

Diferença em relação ao teclado, que lembramos que deu à Apple e seus usuários muitas dores de cabeça com a geração anterior. Aqui, a empresa Cupertino revisou as chaves colocando um capa de silicone permitindo um digitação mais silenciosa em comparação com o anterior, com o desejo de também proteger contra poeira ou grãos de sujeira que deslizavam logo abaixo do botão, tornando o conjunto inutilizável.

Placa lógica com chip e coprocessador já presentes e vistos no iMac Pro e capazes de iniciar o MacBook Pro com segurança. Na placa apresenta o processador Intel, mas também dois SSDs Toshiba para armazenamento, vários controladores e vários módulos, como Bluetooth e Wi-Fi. Não subestime também o nova fonte de alimentação USB-C que seria redesenhado internamente com maior proteção contra impactos.

A classifica√ß√£o de reparabilidade deste novo MacBook Pro de 13 polegadas da Apple? Infelizmente muito baixo ou seja 1 de 10. De acordo com os t√©cnicos do iFixit, o √ļnico componente que pode ser substitu√≠do sem problemas √© o trackpad, enquanto a CPU, a RAM e o SSD s√£o soldados e, portanto, dif√≠ceis de reparar por conta pr√≥pria, assim como a bateria e o teclado colados ao gabinete.