Libra: nos EUA, pediu para parar a criptomoeda do Facebook

O projeto de criptomoeda do Facebook acabou de começar e jĂĄ existem aqueles que pedem para interromper seu desenvolvimento. Maxine Water, que preside o ComitĂȘ de Serviços Financeiros da CĂąmara dos Estados Unidos, pediu para bloquear o desenvolvimento da criptomoeda Libra atĂ© que o Congresso e os reguladores analisem o problema e tambĂ©m convidem os gerentes das empresas envolvidas a responder Ă s perguntas do Congresso.

O pedido do parlamentar Ă© movido por preocupaçÔes sobre o que a moeda digital pode significar para privacidade e segurança de dados. O Facebook possui dados de bilhĂ”es de pessoas e tem mostrado repetidamente pouca atenção Ă  proteção e uso desses dados“Diz ĂĄgua. “Com o anĂșncio de que pretende criar uma criptomoeda, o Facebook continua sua expansĂŁo descontrolada e estende seu alcance Ă  vida de seus usuĂĄrios” A referĂȘncia Ă© obviamente ao escĂąndalo da Cambridge Analytica com o qual a empresa Zuckerberg perdeu a confiança aos olhos do pĂșblico.

Apenas para aumentar a confiança e a estabilidade, Libra será controlado por uma fundação suíça e será uma stablecoin cujo valor está vinculado a uma reserva de ativos reais. Isso garantiria escalabilidade e segurança em comparação com as criptomoedas existentes que não são escalonáveis ​​e são caracterizadas por um alto nível de volatilidade.

O projeto do Facebook foi recebido com ceticismo tambĂ©m de outras autoridades internacionais. O ministro das Finanças da França, Bruno Le Maire, pediu mais regulamentação das empresas de tecnologia como “essa ferramenta de transação permitirĂĄ que o Facebook colete milhĂ”es e milhĂ”es de dados” Nesse sentido, a empresa comprometeu-se a nĂŁo usar os dados da Calibra – o portfĂłlio digital – que possui. A chegada de moedas virtuais, muitas vezes consideradas volĂĄteis demais, sem dĂșvida, exige novos regulamentos conforme solicitado pelo parlamentar alemĂŁo Markus Ferber Ă  ComissĂŁo Europeia.

O Facebook, no entanto, se envolveu com reguladores nos Estados Unidos e no exterior, embora nĂŁo tenha sido especificado com quais reguladores. É um projeto que continuarĂĄ fazendo as pessoas falarem nĂŁo apenas pelo carĂĄter ambicioso que o distingue, mas tambĂ©m porque terĂĄ que enfrentar o ceticismo das autoridades competentes.