LG G7 ThinQ, câmera longe do outro topo para o DxOMark

O LG G7 ThinQ passou pelo teste DxOMark habitual – portal conhecido especializado em análise fotográfica – obtendo uma pontuação geral de 83 pontos. Um resultado mais prĂłximo dos principais modelos antigos, como o iPhone 7 ou o Sony Xperia XZ Premium, mas que se afasta do atual topo de gama.

O setor fotográfico está equipado com um traseira de câmara dupla com sensor principal de 16 megapixels e lente f / 1.6 suportada por um segundo sensor de 16 megapixels com lente grande angular f / 1.9. O smartphone – equipado com o Snapdragon 845 – pode contar sobre os recursos oferecidos pela inteligĂŞncia artificial capaz de encontrar as melhores configurações para uma determinada foto. Os vĂ­deos podem ser gravados com resolução de atĂ© 4K a 30/60 fps.

Entrando no mérito das análises da marca DxO, O G7 ThinQ oferece um bom desempenho graças à exposição (86 pontos) para imagens e vídeos. A reprodução de cores geralmente é boa, retornando cores vivas e um bom balanço de branco. No entanto, analisando as fotos, há uma perda de detalhes nas áreas mais escuras do que nas claras.

AlĂ©m disso, em fotos em contraluz, o objeto tende a ser subexposto demais. A focagem automática afetou a votação (25) que – embora preciso – Ă© um pouco lento, demorando quase meio segundo para capturar a imagem em boas condições de luz e quase um segundo em condições de pouca luz.

O efeito bokeh também teve baixa pontuação em 40 pontos. De fato, se, à primeira vista, fotografar no modo retrato parecer agradável, indo para o fundo, você notará um pouco de precisão nos contornos. Finalmente, a parte do vídeo marcou 79 pontos com os mesmos pontos fortes e fracos da câmera.

Em geral, o topo da gama da empresa sul-coreana apresenta uma pontuação melhor do que o V30 antecessor mas não está longe dos concorrentes diretos, que geralmente obtêm uma classificação muito mais alta. Basta pensar no P20 Pro (109 pontos), no iPhone Xs Max (105 pontos) e no Samsung Galaxy Note 9 (103 pontos).