iPhone XS, XS Max e XR: os preços cairão mais rapidamente do que no passado?

IPhones sempre tenderam a desvalorizar menos e mais lentamente ao longo do tempo do que os smartphones Android. É um tĂłpico sobre o qual tem sido discutido em toda parte, mas que hoje se torna atual desde os novos XS, XS Max e XR parecem estar invertendo essa tendĂȘncia. Os dados emergem do Ășltimo relatĂłrio criado pelo Idealo, um portal especializado em comparar preços e opiniĂ”es sobre os dispositivos a serem comprados online.

Obviamente, o relatório se refere aos preços das vårias afiliadas de comércio eletrÎnico da Idealo: elas variam de grandes nomes como Amazon, E-Bay, E-Price, Unieuro, Monclick, Euronics, até lojas online menores. No entanto, são lojas selecionadas, que obviamente devem respeitar determinados parùmetros para serem incluídas na parceria. Os dados, portanto, eles não são afetados por descontos fora do mercado ou aumentos acima dos valores solicitados pelos produtores da lista.

Para obter a anĂĄlise mais precisa possĂ­vel, foi levada em consideração a tendĂȘncia de preço dos iPhones comercializados nos Ășltimos quatro anos. As alteraçÔes de preços foram registradas mĂȘs a mĂȘs, atĂ© um ano apĂłs o lançamento. Com base na tendĂȘncia observada, foi possĂ­vel fazer previsĂ”es plausĂ­veis em relação aos modelos de 2018.

iPhone Xs Max – Tela externa

A situação trĂȘs meses apĂłs o lançamento Ă© particularmente interessante. Esperando apenas 90 dias, parece que serĂĄ possĂ­vel se apossar de um dos novos modelos economizando cerca de 11% no preço inicial. Como vocĂȘ pode ver facilmente no grĂĄfico, o preço dos novos modelos parece estar caindo muito mais rĂĄpido do que no passado. Somente o iPhone XR 128 GB e o iPhone XS Max 64 GB seguem a tendĂȘncia “histĂłrica”, enquanto os outros registraram quedas muito mais substanciais.

Em geral, com base nos dados coletados no passado, seis meses apĂłs o marketing, parece ser o melhor momento para fazer a compra. TambĂ©m no que diz respeito ao iPhone XS, XS Max e XR, a relação perfeita entre economia e competitividade estĂĄ no limiar do sexto mĂȘs apĂłs o lançamento. Nesse momento, os smartphones ainda sĂŁo altamente eficientes e alinhados com as mais recentes inovaçÔes tecnolĂłgicas, enquanto seu custo deve cair em atĂ© 21%, mas talvez ainda mais se a tendĂȘncia das primeiras semanas continuar da mesma maneira.

Referindo-se a preços e com base na tendĂȘncia das geraçÔes passadas, esperava-se que as versĂ”es bĂĄsicas de 64 Gigabytes do XS, XS Max e XR estivessem, respectivamente, neste ponto de comercialização, a 1.105,77 euros, 1.198,77 euros e 826,77 euros. Hoje jĂĄ Ă© possĂ­vel comprĂĄ-los a preços mĂ©dios variando entre 989 euros, 1.163 euros e 779 euros, uma tendĂȘncia descendente que obviamente tambĂ©m se reflete nas variantes com maior quantidade de memĂłria.

De que depende essa desvalorização mais rĂĄpida do que no passado? Pode estar relacionado a vendas mais baixas do que o esperado. A Idealo contou o nĂșmero de intençÔes de compra para os modelos XS, XS Max e XR presentes no smartphone Top100 em outubro e novembro de 2018 (atĂ© 13). O resultado foi dividido por trĂȘs, de modo a considerar um Ășnico modelo mĂ©dio a ser comparado com o iPhone X.

Portanto, foi contado o nĂșmero de intençÔes de compra para os modelos X presentes no smartphone Top100 em outubro e novembro de 2017 (atĂ© 13 para ter o mesmo perĂ­odo de 2018). Em novembro, a proporção de X para mĂ©dio (XS, XS Max, XR) foi de 3,97% de todos os smartphones, contra 2,15% de todos os smartphones. Isso significa que apĂłs um mĂȘs e meio / dois meses, O iPhone X conseguiu cobrir uma fatia maior do mercado (cerca de 1,8 vezes mais).

Isso é obviamente dados que não pode ser considerado oficial e absoluto para todo o mercado italiano. O fato de os novos iPhones poderem gerar um volume de vendas menor do que no passado jå foi considerado por alguns analistas. Hoje é o aprofundamento do Wall Street Journal, segundo o qual a Apple teria reduzido os pedidos de componentes para a produção de XS, XS Max e XR.

AlĂ©m disso, o forte aumento nos preços para as Ășltimas geraçÔes de seus dispositivos (MacBook Pro, Air, iPhone, iPad Pro, Mac Mini, iMac) mostra como a estratĂ©gia da Apple Ă© aumentar a margem de cada produto individual, talvez para compensar precisamente uma diminuição nos volumes de vendas. Uma tendĂȘncia que pode ser melhor esclarecida com os dados de vendas dos prĂłximos meses.