IPad 9.7 (2018) revisão: um iPad Pro, ou quase metade do preço

iPad 9.7 (2018)

O novo iPad 9.7, mais poderoso que o modelo de 2017, ganha suporte para o Apple Pencil.

herói do ipad não selecionado 201803 GEO IT

O iPad 9.7 deste ano é a evolução natural do modelo do ano passado: um SoC mais poderoso (A10 Fusion, o do iPhone 7), um módulo LTE mais rápido (cat. 6, 300 Mbps em download e 50 Mbps em upload) e, acima de tudo suporte para o Apple Pencil. Tudo em um preço de tabela igual a menos da metade do preço inicial de um iPad Pro.

O maior desempenho e a presença do Apple Pencil tornam o novo iPad muito interessante e um potencial concorrente da linha Pro, justamente pelo tipo de necessidade que ele satisfaz: desde quem precisa de um tablet com digitalizador integrado até quem deseja maior poder, até o mundo das escolas, provavelmente o verdadeiro setor de interesse da empresa Cupertino em relação a esse produto.

O que isso tem em comum com o iPad 9.7 – 2017

Esteticamente, o novo iPad 9.7 é praticamente idêntico ao modelo do ano passado. Ambos podem ser definidos, em termos de design, como um meio termo entre o iPad Air de primeira e segunda geração. Eles têm 240 mm de altura, 169,5 mm de largura, espessura de 7,5 mm e peso de 469 gramas (que se tornam 478 gramas para a versão LTE).

iPad 17

Isso significa que muitos dos acess√≥rios do iPad Air 1 e 2 s√£o utiliz√°veis ‚Äč‚Äčcom seguran√ßa com este iPad 9.7 (2018). Uma grande vantagem para os usu√°rios tamb√©m do ponto de vista econ√īmico, considerando os pre√ßos frequentemente altos desses produtos, principalmente no que diz respeito √† marca Apple.

A concha é feita de metal, com a qualidade habitual de construção que a empresa Cupertino nos acostumou. Os alto-falantes estão localizados na parte inferior, falta o interruptor físico para travar a rotação, enquanto a versão LTE é caracterizada, na parte traseira, pela ampla faixa de policarbonato que oculta as antenas.

Leia também: Novo iPad Pro com A11X à vista?

Na frente foi integrado o Touch ID de primeira gera√ß√£o. Funciona bem, o reconhecimento de impress√Ķes digitais nunca est√° errado, mas certamente n√£o √© t√£o r√°pido quanto o sensor biom√©trico de segunda gera√ß√£o integrado no iPad Pro e nos modelos mais recentes do iPhone.

At√© a parte fotogr√°fica permaneceu a mesma do modelo do ano passado. Na parte traseira, h√° um sensor de 8 MP capaz de gravar v√≠deos em Full-HD, enquanto na frente uma c√Ęmera de 1,2 MP foi integrada, que grava filmes com resolu√ß√£o de 720p.

iPad 07

Um setor fotogr√°fico que pode ser adequado para uso ocasional ou talvez para tirar proveito de recursos como digitaliza√ß√£o de documentos ou chamadas de v√≠deo do FaceTime no ambiente familiar. Mesmo para tirar uma foto, talvez uma apresenta√ß√£o e depois fazer anota√ß√Ķes com o Apple Pencil, ser√° mais que bom.

As diferenças em comparação com o iPad 9.7 Р2017

Ofertas do iPad 9.7 2018 desempenho objetivamente superior comparado ao modelo do ano passado. Graças ao A10 Fusion SoC, o mesmo visto no iPhone 7 e 7 Plus, capaz de garantir uma melhora acentuada no desempenho quando comparado ao Apple A9 da versão 2017.

O A10 Fusion foi projetado para equilibrar economia de energia e energia. Os dois n√ļcleos de alto desempenho s√£o flanqueados por outros dois n√ļcleos visando √† efici√™ncia. Tudo √© gerenciado internamente por um controlador personalizado, que faz o sistema girar para apenas um conjunto de n√ļcleos por vez.

iPad 09

Tudo isso se traduz em muito poder para o lan√ßamento de aplicativos e fun√ß√Ķes avan√ßadas, como experi√™ncias de realidade aumentada. Mas sem abrir m√£o do desempenho gr√°fico, gra√ßas √† presen√ßa da GPU PowerVR Series7XT Plus, que permite usar satisfatoriamente o iPad 9.7 2018 com jogos.

Leia também: iPad 2018, pouca reparabilidade devido a muita cola?

A segunda diferen√ßa significativa em compara√ß√£o com o iPad 9.7 2017 √© certamente suporte para o Apple Pencil. Tamb√©m neste caso, √© poss√≠vel recarregar a “caneta inteligente” atrav√©s da porta Lightning do tablet, exatamente como acontece no iPad Pro. Uma fun√ß√£o que pessoalmente sempre achei muito conveniente no uso di√°rio.

O sistema de suporte para o Apple Pencil é o mesmo da primeira geração do iPad Pro de 9,7 polegadas.

iPad 14

De fato, o Apple Pencil agora suporta melhor o pacote iWork (Pages, Numbers, Keynote) da empresa de Cupertino. √Č poss√≠vel desenhar documentos exatamente como no Notes, mas o que achei realmente interessante √© a nova fun√ß√£o de anota√ß√£o din√Ęmica. Em vez da marca√ß√£o flutuante na parte superior da tela, cada elemento √© ancorado independentemente.

Em geral, a experiência com o Apple Pencil no iPad 9.7 2018 é excelente. A Apple conseguiu integrá-lo de forma convincente, mantendo essas pequenas nuances em favor do iPad Pro, que pode ser decisivo do ponto de vista comercial.

As diferenças em comparação com o iPad Pro

Existem diferen√ßas em rela√ß√£o ao iPad Pro, como √© √≥bvio. O SoC A10 Fusion, apesar de ser um bom processador, est√° um passo abaixo em compara√ß√£o com o A10X Fusion da √ļltima gera√ß√£o do iPad Pro. Os 2 GB de RAM menos tornam a experi√™ncia com os aplicativos lado a lado e slide -mais menos gratificante.

iPad 10

Tamb√©m existem diferen√ßas em rela√ß√£o √† tela. O iPad 9.7 2018 integra uma tela n√£o laminada, com uma resolu√ß√£o de 1.536 x 2.048 e espa√ßo de cores sRGB. Um painel com um bom rendimento, mas que n√£o elimina todos os reflexos em condi√ß√Ķes de alto brilho (ao ar livre, por exemplo) e certamente n√£o oferece a mesma faixa de cores e fidelidade que as telas do iPad Pro (DCI-P3).

Tamb√©m n√£o h√° suporte para as tecnologias TrueTone e ProMotion, com a √ļltima que, na nova gera√ß√£o do iPad Pro, aumenta a taxa de atualiza√ß√£o para 120 Hz, tornando a rolagem extremamente fluida e praticamente eliminando a lat√™ncia do Apple Pencil.

A parte de áudio pode contar com dois alto-falantes, capazes de retornar som estéreo. Novamente, no entanto, não há quatro alto-falantes no iPad Pro e, portanto, a qualidade do som é mais baixa. Por fim, o Smart Connector está ausente, portanto, não é possível usar o Apple Smart Keyboard, com tudo o que isso implica.

Experiência de uso na vida cotidiana

Dado que o novo iPad é melhor, em todos os aspectos, do que o modelo que substitui, o que tentei descobrir em nosso teste é se as deficiências, em comparação com o iPad Pro, foram tão influentes que desencorajaram a compra em favor do modelo mais caro.

Depois, usei-o por algumas semanas da mesma maneira que ele costumava usar o iPad Pro, ou seja, para trabalho e entretenimento.

Eu usei o Apple Pencil principalmente para fazer anota√ß√Ķes e, nesse contexto, n√£o notei uma diferen√ßa muito substancial em compara√ß√£o com o iPad Pro. Ao comparar os dois produtos, um ao lado do outro, voc√™ pode “cientificamente” notar uma maior fluidez no modelo Pro, mas na vida cotidiana n√£o √© assim. A sensa√ß√£o de uso √© excelente em todas as situa√ß√Ķes.

Leia também: Os melhores fones de ouvido sem fio Bluetooth

Em vez disso, senti a falta da possibilidade de conectar um teclado externo. Por isso, me forcei a usar apenas o teclado na tela, descobrindo uma ergonomia renovada. Voc√™ pode escrever bem, e tamb√©m rapidamente. Claro, n√£o t√£o bom quanto com um teclado f√≠sico, mas o resultado final √© bom. √Č poss√≠vel responder a e-mails, mesmo com um certo comprimento. N√£o √© a ferramenta que eu usaria para escrever uma resenha como essa que voc√™ est√° lendo, mas trabalhar em movimento √© mais que suficiente. Al√©m disso, mesmo se houver contatos quentes, lembre-se de que voc√™ sempre pode emparelhar um teclado bluetooth.

Quanto ao entretenimento, agora acostumado a quatro alto-falantes posicionados nas laterais, ouvir o som vindo apenas do lado direito (no modo paisagem) era um pouco confuso. Eu nunca ficaria sem alto-falantes estéreo. O medo passa usando um fone de ouvido.

iPad 11

A autonomia é sempre a mesma, permite usá-lo por vários dias, em movimento, sem problemas. O impacto é maior se você usa jogos, mas mesmo nesse caso, você pode apontar para muitas horas de uso contínuo.

Veredicto: quem deve compr√°-lo

O iPad 9.7 (2018) traz principalmente duas novidades: uma atualiza√ß√£o do SoC, que oferece mais pot√™ncia e permite fun√ß√Ķes avan√ßadas, como o uso de Aplicativo de realidade aumentada, e as suporte para o Apple Pencil. √Č essa √ļltima novidade que representa a verdadeira ruptura com o passado e √© uma forte motiva√ß√£o de compra. Especialmente se considerarmos o pre√ßo inicial de 359 euros (para a vers√£o Wi-Fi, a vers√£o LTE come√ßa em 489 euros).

iPad 13

Se voc√™ est√° procurando um tablet para interagir com uma caneta digital, o novo iPad √© uma √≥tima op√ß√£o. Tanto para o trabalho quanto para o estudo, a um pre√ßo relativamente baixo, se considerarmos a vers√£o b√°sica, voc√™ ter√° todas as fun√ß√Ķes do iOS e a possibilidade de usar o Apple Pencil, um dos melhores produtos do g√™nero.

Até agora, existem muitos aplicativos otimizados para o Pencil, e todo o sistema foi projetado de maneira a explorá-lo. Muito ruim para a falta do Smart Connector, mas protete dobre um teclado bluetooth se você quiser aumentar a produtividade.

Somente se voc√™ for um artista, provavelmente far√° sentido escolher o iPad Pro, gra√ßas √† capacidade de resposta superior da tela e da caneta. Em todos os outros casos, se voc√™ √© estudante ou gosta de trabalhar com um tablet e fazer anota√ß√Ķes manualmente, o novo iPad 9.7 2018 √© a melhor escolha.


Tom’s Recommend

Voc√™ est√° procurando um tablet iOS de √ļltima gera√ß√£o? iPad Pro 10.5 hoje representa a express√£o m√°xima da Apple no setor de tablets.