InterceptaĆ§Ć£o de dados de clientes de hackers Spyware – transaƧƵes na Internet

hlektronikh_apath_10-4-2013 O ServiƧo de PolĆ­cia Financeira e MinistĆ©rio PĆŗblico de Cibercrime desmantelou uma organizaĆ§Ć£o criminosa envolvida em fraude informĆ”tica contra um banco grego .

Oito pessoas envolvidas no caso, um grego de 41 anos, dois romenos, 29 e 36 anos, respectivamente, e cinco outros estrangeiros contra os quais foi apresentado um caso pelos crimes da organizaĆ§Ć£o criminosa, fraude informĆ”tica e violaĆ§Ć£o da lei. <ā€¦>

relativa Ć  proteĆ§Ć£o de dados pessoais.

Ao mesmo tempo, as autoridades de acusaĆ§Ć£o estĆ£o investigando o envolvimento nos delitos acima de outras 38 pessoas em vĆ”rias Ć”reas da GrĆ©cia e no exterior.

TransaƧƵes de conexƵes Ơ Internet na GrƩcia e no exterior

O motivo da investigaĆ§Ć£o do caso foi uma denĆŗncia Ć  SubdiretĆ³ria de acusaĆ§Ć£o de crimes cibernĆ©ticos, por ataques de espionagem de nomes e senhas de usuĆ”rios (tipo phishing), que foram realizados contra o Banco por usuĆ”rios desconhecidos da Internet.

Com esses ataques eletrĆ“nicos, os autores conseguiram acessar as contas e, em seguida, realizaram vĆ”rias transaƧƵes eletrĆ“nicas, como transferĆŖncias bancĆ”rias, pagamento de contas de serviƧos pĆŗblicos e contribuiƧƵes de seguros, renovaĆ§Ć£o do tempo de conversaĆ§Ć£o por telefone celular e retirada de dinheiro da AT. M.

As transaƧƵes foram realizadas por meio de conexƵes Ć  Internet em nosso paĆ­s e no exterior (RomĆŖnia, Alemanha, Reino Unido), e com esse mĆ©todo o Banco causou danos financeiros, cuja quantia estĆ” sendo investigada.

79 transaƧƵes “fraudulentas” foram feitas – 23 usuĆ”rios se aproveitaram delas

AtravĆ©s da investigaĆ§Ć£o policial digital – anĆ”lise dos dados, por pessoal especializado da acusaĆ§Ć£o de crimes cibernĆ©ticos, em combinaĆ§Ć£o com o levantamento do sigilo das comunicaƧƵes (dentro dos parlamentos relevantes do MinistĆ©rio PĆŗblico de Atenas), emergiu que 79 transaƧƵes “fraudulentas” foram feitas contra ela. , enquanto os dados de 23 usuĆ”rios da Internet foram identificados, os quais teriam se beneficiado com essas transaƧƵes.

A polĆ­cia refere-se ao caso do grego de 41 anos, que, juntamente com um estrangeiro, que tambĆ©m estĆ” incluĆ­do no processo, tentou pagar contas de serviƧos pĆŗblicos no valor de 12.000 euros, alĆ©m de contribuiƧƵes de seguro de um parente de 3.000 euros.

AlĆ©m disso, os dois cidadĆ£os romenos conseguiram retirar uma quantia em dinheiro de um caixa eletrĆ“nico. Banco, usando cĆ³digos, via internet, em mensagens SMS.

Uma busca em Thessaloniki e Alexandroupolis apareceu e confiscou dois discos rĆ­gidos de computador e um roteador de modem, que foram enviados aos laboratĆ³rios forenses para exame mais aprofundado.

Note-se que o arquivo do caso formado serĆ” submetido ao MinistĆ©rio PĆŗblico de Atenas.

Fonte: directnews.gr