Intercepta√ß√£o de dados de clientes de hackers Spyware – transa√ß√Ķes na Internet

hlektronikh_apath_10-4-2013 O Servi√ßo de Pol√≠cia Financeira e Minist√©rio P√ļblico de Cibercrime desmantelou uma organiza√ß√£o criminosa envolvida em fraude inform√°tica contra um banco grego .

Oito pessoas envolvidas no caso, um grego de 41 anos, dois romenos, 29 e 36 anos, respectivamente, e cinco outros estrangeiros contra os quais foi apresentado um caso pelos crimes da organização criminosa, fraude informática e violação da lei. <…>

relativa à proteção de dados pessoais.

Ao mesmo tempo, as autoridades de acusação estão investigando o envolvimento nos delitos acima de outras 38 pessoas em várias áreas da Grécia e no exterior.

Transa√ß√Ķes de conex√Ķes √† Internet na Gr√©cia e no exterior

O motivo da investiga√ß√£o do caso foi uma den√ļncia √† Subdiret√≥ria de acusa√ß√£o de crimes cibern√©ticos, por ataques de espionagem de nomes e senhas de usu√°rios (tipo phishing), que foram realizados contra o Banco por usu√°rios desconhecidos da Internet.

Com esses ataques eletr√īnicos, os autores conseguiram acessar as contas e, em seguida, realizaram v√°rias transa√ß√Ķes eletr√īnicas, como transfer√™ncias banc√°rias, pagamento de contas de servi√ßos p√ļblicos e contribui√ß√Ķes de seguros, renova√ß√£o do tempo de conversa√ß√£o por telefone celular e retirada de dinheiro da AT. M.

As transa√ß√Ķes foram realizadas por meio de conex√Ķes √† Internet em nosso pa√≠s e no exterior (Rom√™nia, Alemanha, Reino Unido), e com esse m√©todo o Banco causou danos financeiros, cuja quantia est√° sendo investigada.

79 transa√ß√Ķes “fraudulentas” foram feitas – 23 usu√°rios se aproveitaram delas

Atrav√©s da investiga√ß√£o policial digital – an√°lise dos dados, por pessoal especializado da acusa√ß√£o de crimes cibern√©ticos, em combina√ß√£o com o levantamento do sigilo das comunica√ß√Ķes (dentro dos parlamentos relevantes do Minist√©rio P√ļblico de Atenas), emergiu que 79 transa√ß√Ķes “fraudulentas” foram feitas contra ela. , enquanto os dados de 23 usu√°rios da Internet foram identificados, os quais teriam se beneficiado com essas transa√ß√Ķes.

A pol√≠cia refere-se ao caso do grego de 41 anos, que, juntamente com um estrangeiro, que tamb√©m est√° inclu√≠do no processo, tentou pagar contas de servi√ßos p√ļblicos no valor de 12.000 euros, al√©m de contribui√ß√Ķes de seguro de um parente de 3.000 euros.

Al√©m disso, os dois cidad√£os romenos conseguiram retirar uma quantia em dinheiro de um caixa eletr√īnico. Banco, usando c√≥digos, via internet, em mensagens SMS.

Uma busca em Thessaloniki e Alexandroupolis apareceu e confiscou dois discos rígidos de computador e um roteador de modem, que foram enviados aos laboratórios forenses para exame mais aprofundado.

Note-se que o arquivo do caso formado ser√° submetido ao Minist√©rio P√ļblico de Atenas.

Fonte: directnews.gr