Huawei Mate 30: serviços Android e Google em risco

O Huawei Mate 30 pode não oferecer o sistema operacional Android e serviços relacionados do Google na Europa. A notícia foi divulgada pela agência de notícias Reuters, que menciona um porta-voz da empresa Mountain View. Obviamente, o motivo é o bloqueio imposto pelo governo Trump. De fato, embora a gigante chinesa tenha recebido uma extensão adicional de 90 dias durante a qual as empresas americanas possam continuar vendendo bens e serviços para a Huawei, essa permissão não se aplica a novos produtos, como – de fato – a nova série Mate 30. .

No entanto, a última palavra ainda não foi dita. As empresas norte-americanas podem solicitar uma isenção de licença da proibição e continue fazendo negócios com a Huawei. A fonte não especificou se o Google fez ou não uma solicitação para oferecer seus aplicativos e serviços. É preciso lembrar que, no passado, a gigante americana disse que quer continuar tendo a Huawei como cliente. Portanto, o Google pode estar esperando para descobrir se o Departamento de Comércio concedeu a licença ou se, infelizmente, terá que interromper seus negócios com a empresa chinesa.

A nova série Mate 30 deve ser anunciada em 18 de setembro. Os horários, portanto, começam a diminuir e a licença pode não chegar a tempo. Além disso, o Departamento de Comércio recebeu mais de 130 pedidos de licença na semana passada, nenhum dos quais foi aceito, informou a Reuters.

Huawei poderia use a versão de código aberto do Android, evitando a proibição, mas os aplicativos do Google só podem ser usados ​​na Europa com uma licença paga. Em suma, a situação ainda não está clara e, nas próximas semanas, algumas dúvidas poderão ser resolvidas. “A Huawei continuará a usar o sistema operacional Android e seu ecossistema se o governo dos EUA nos permitir fazer issoO porta-voz da Huawei, Joe Kelly, disse à Reuters. “Caso contrário, continuaremos a desenvolver nosso sistema operacional e nosso ecossistema