Huawei-EUA: a extensão pode ser prorrogada por mais 90 dias

Espera-se que o Departamento de Comércio dos EUA conceda à Huawei mais 90 dias de extensão. Nesse caso, o fabricante chinês poderá continuar comprando suprimentos de empresas norte-americanas por mais três meses. Isso foi relatado pela agência de notícias Reuters, que cita fontes anônimas próximas à história. Em dois dias, em 19 de agosto, expira o primeiro período de extensão concedido pelos EUA à Huawei após sua inclusão – em maio – na lista de entidades.

Segundo a fonte, portanto, a “licença geral temporária” será prorrogada por mais 90 dias. Nenhum funcionário no momento, mas o Departamento de Comércio anunciará sua decisão na segunda-feira, 19 de agosto. A extensão permitirá à Huawei continuar a manter as redes de telecomunicações existentes e fornecer atualizações de software para os smartphones da marca.

A Reuters tamb̩m relata que fontes apontaram como o caso Huawei tornou-se um elemento-chave na negocia̤̣o comercial EUA-China e que Рpor essa mesma raẓo Рa situa̤̣o pode mudar at̩ segunda-feira. Aparentemente, muito vai depender da conversa telef̫nica que os respectivos presidentes (Trump e Xi Jinping) devem ter neste fim de semana.

Em conclusão, um acordo definitivo parece ainda estar longe mas um período de extensão adicional dará a ambos os lados mais tempo para encontrar um caminho a seguir. Enquanto isso, a Huawei não perde tempo. Nos últimos dias, anunciou seu muito comentado sistema operacional HarmonyOS, projetado para funcionar em qualquer tipo de dispositivo, incluindo smartphones. O gigante de Shenzhen ainda espera poder continuar usando o Android em seus dispositivos, mas tudo dependerá da decisão do Departamento de Comércio.

Como já mencionado, um anúncio oficial chegará na segunda-feira 19 de agosto, o dia em que o primeiro período de licença temporária concedido à Huawei expirará.

Atualização: 19/08/2019 às: 15:06

O secretário de Comércio dos EUA, Wilbur Ross, confirmou aos microfones da Fox Business Network que a proibição da Huawei de fazer negócios com empresas dos EUA não entrará em vigor nos próximos 90 dias. Conforme relatado pela Reuters, a “licença geral temporária” com vencimento programado para hoje em 19 de agosto foi estendida e 46 outras afiliadas da Huawei foram adicionadas à lista de entidades. A nova data é 18 de novembro de 2019.

Uma declaração que contrasta com as alegações – algumas horas antes – do presidente Donald Trump, que disse que absolutamente não queria negociar com a Huawei, o que representa “um risco para a segurança nacional”.