Huawei confirma: “Temos um sistema operacional pronto se n√£o pudermos mais usar o Android”

Richard Yu – CEO da Huawei – disse em entrevista ao site alem√£o verg√£o que a empresa possui um plano B, caso o Google decida negar o acesso ao Android. A solu√ß√£o seria um sistema operacional pronto para ser usado em seus dispositivos, se necess√°rio. Uma possibilidade que j√° apareceu nos √ļltimos meses, como j√° dissemos em outros artigos. Mas por que o Google deve bloquear a disponibilidade?

A guerra que o governo dos Estados Unidos da Am√©rica iniciou contra o gigante de Shenzhen acusado de espionagem em favor dos servi√ßos secretos chineses √© agora conhecida. Essas acusa√ß√Ķes ent√£o se materializaram na Lei de Autoriza√ß√£o de Defesa que, de fato, impede as ag√™ncias do governo dos EUA de comprar equipamentos de empresas chinesas e tamb√©m de celebrar contratos ou conceder acordos a empresas terceirizadas que adquirem servi√ßos da Huawei. Sem esquecer todos os blocos relacionados √† implementa√ß√£o de infraestruturas 5G.

Para impedir qualquer a√ß√£o protecionista futura e hipot√©tica dos EUA, o fabricante chin√™s n√£o pretende ser despreparado. Por esta, caso o Google com Android e Microsoft com Windows decidam implementar as restri√ß√Ķes impostas por Trump (ou sejam for√ßadas a faz√™-lo), A Huawei j√° ter√° um sistema operacional propriet√°rio que pode ser usado em seus dispositivos.

No entanto, Richard Yu espera continuar usando os ecossistemas do Google e da Microsoft. Obviamente, a Huawei est√° bem ciente dos riscos envolvidos em um terceiro sistema operacional para smartphone – agora dominado pelo Android e iOS. √Č precisamente por esse motivo que o utilizar√° apenas na “propor√ß√£o extrema”.

No momento, no entanto, não há detalhes sobre este Kirin OS Рcomo foi definido em dezembro passado. No mínimo, agora sabemos oficialmente que ele existe e que a Huawei está pronta para concorrer a remédios se os EUA continuarem em guerra contra ele.