Huawei, aqui estĂĄ o novo chip Ascend 910: inteligĂȘncia artificial atĂ© o enĂ©simo grau

A Huawei acaba de lançar o Ascend 910. É um novo chip (pertencente Ă  sĂ©rie Max) projetado para dispositivos de computação em nuvem. Como agora Ă© tradição para a empresa chinesa, um foco particular foi colocado na inteligĂȘncia artificial, transmitida pela arquitetura Da Vinci. Graças a este Ășltimo, deve ser possĂ­vel obter uma redução importante no consumo, em qualquer caso com uma potĂȘncia de 256 TeraFLOPS em condiçÔes normais, podendo subir atĂ© 512 TeraFLOPS quando necessĂĄrio.

Para entender o importante salto geracional feito pela Huawei em comparação com o Ascend 310 do ano passado, pense em como o Ășltimo disponibiliza, respectivamente, 8 TeraFLOPS e 16 TeraFLOPS. Em suma, a empresa chinesa realmente pressionou o acelerador com este Ascend 910, confirmando seu compromisso no setor de chips, ao lado do Kirin para smartphones das soluçÔes de mais alto nĂ­vel para a nuvem.

É importante ressaltar a presença do MindSpore, ou uma estrutura proprietĂĄria capaz de suportar o desenvolvimento de aplicativos em inteligĂȘncia artificial em relação aos mais diversos cenĂĄrios. A Huawei tambĂ©m integrou um modelo de proteção ad hoc, que deve garantir a mĂĄxima segurança nas vĂĄrias operaçÔes. AlĂ©m disso, no primeiro trimestre de 2020, Espera-se que o MindSpore se torne cĂłdigo aberto, com tudo o que isso implica em termos de suporte.

Tudo isso representa apenas um primeiro passo em comparação com o que a empresa chinesa se prepara para apresentar durante o Huawei Connect 2019, um evento que serĂĄ realizado em Xangai de 18 a 20 de setembro. O protagonista absoluto serĂĄ, mais uma vez, inteligĂȘncia artificial, uma ĂĄrea que agora se tornou um ativo estratĂ©gico real para o gigante Shenzen.