HTC, adeus a um quarto da força de trabalho dentro de trĂȘs meses

A HTC anunciou o corte de 1.500 funcionårios até o final de setembro. Isso representa 22% da equipe da empresa de Taiwan em todo o mundo, quase um quarto da força de trabalho. Uma decisão que confirma o estado de crise que estå ocorrendo hå alguns anos, com os recentes smartphones U11 e U11 + que parecem não ter conseguido impulsionar as vendas (o novo U12 + ainda não foi comercializado globalmente).

A empresa de Taiwan viveu anos como protagonista absoluta no setor de smartphones. O HTC Dream foi de fato o primeiro dispositivo no mercado com o Android a bordo, agora distante setembro de 2008. Uma medida que, na época, proporcionava à empresa uma vantagem estratégica sobre seus concorrentes diretos, que no entanto foram posteriormente dilapidados, até a situação atual.

AlĂ©m disso, como vocĂȘ se lembrarĂĄ, em setembro de 2017 Google adquiriu a divisĂŁo de smartphones da HTC (em particular a equipe envolvida na produção dos Pixels) por 1,1 bilhĂŁo de dĂłlares. Uma injeção de liquidez que, no entanto, nĂŁo permitiu que a empresa de Taiwan se recuperasse, apesar do excelente trabalho realizado com os melhores U11 e U11 +, sem esquecer o novo U12 + oficializado no final de maio de 2018.

Leia também: HTC, a ilustre vítima do mercado de smartphones

O sentimento, que jå emergia no momento da aquisição pelo Google, é que a empresa taiwanesa estå cada vez mais disposta a se concentrar no setor de realidade virtual. O visualizador do HTC Vive é certamente um dos melhores do mercado, líquido do alto custo e dos poucos acessórios dedicados (especialmente em relação à nova variante Pro, oficializada no início do ano).

HTC Vive

Afinal, a concorrĂȘncia no mercado de smartphones Ă© cada vez mais acirrada, com marcas chinesas que continuam a crescer a taxas difĂ­ceis de contrastar. Sem esquecer o que tem sido a evolução da força de trabalho da HTC ao longo dos anos, de 19.000 funcionĂĄrios em 2013 para 14.000 em 2016, atĂ© a atual redução adicional. Em suma, difĂ­cil, no momento, ser capaz de perceber a luz no fundo do tĂșnel.


Tom’s Recommend

HTC U11 + estĂĄ disponĂ­vel para compra na Amazon com mais de 100 euros de desconto que o preço de tabela. VocĂȘ encontra em esse link.