HP e Shell unem forças para entender melhor o comportamento da Terra

Os eventos no Japão mostraram claramente que, apesar dos tremendos avanços na tecnologia, ainda estamos a muitos anos de antecipar esses eventos e situações. A HP e a Shell parecem dispostas a criar um mecanismo que lhes permita entender melhor o comportamento da Terra.

HP Shell Sensor

Obviamente, quando falamos de empresas e até de gigantes globais, não se espera financiar pesquisas para um bem maior, mas para um aumento maior de seus lucros. O mercado de petróleo, no qual a Shell teve um papel de liderança, enfrenta o problema de depósitos em declínio e demanda crescente há anos. Como empresa de produção e vendas de petróleo, não podia propor tecnologia híbrida ou o uso de fontes alternativas de energia como solução.

A resposta da Shell para o problema acima é criar novas técnicas para explorar depósitos e maneiras de explorá-los. A parceria com a HP visa usar os sistemas de registro de vibração da Terra em uma escala muito pequena, o que permitirá à Shell obter os melhores dados possíveis sobre o processo de mineração e as decisões que seus engenheiros precisam tomar para alcançar o melhor resultado possível.

O know-how da HP no campo de pequenos sensores de alteração de imagem vem do campo de tecnologias de gravação e impressão de imagens da empresa (Imaging and Printing Group). A cooperação das duas empresas pode ajudar na melhor exploração dos depósitos, com maior segurança e maior respeito ao meio ambiente.

Os dados do desenvolvimento dessa tecnologia podem ser utilizados no futuro por cientistas com base no interesse comum e especificamente na otimização da proteção sísmica ou mesmo na previsão de terremotos.

Fonte