GyroGlove: a luva que estabiliza a mão das pessoas com Parkinson

Milhões de pessoas em todo o mundo sofrem da doença de Parkinson e uma em cada 500 pode estar infectada com a doença. Uma das peças que afeta são os músculos, com o resultado de que os pacientes têm tremores nas mãos que não conseguem controlar.

Isso torna extremamente difíceis as necessidades diárias simples, como comer, beber um copo de água e, em geral, a autopreservação. No lado positivo, nos últimos anos, os cientistas têm usado a tecnologia para criar vários dispositivos que tornam a vida diária dos pacientes um pouco mais fácil.

Uma delas é a GyroGlove, uma luva promissora criada por um estudante de medicina que foi convidado a cuidar de um paciente com doença de Parkinson e pensou que ele poderia encontrar uma solução. Em vez de tentar encontrar um novo medicamento, o londrino de 24 anos usou a física que conhecemos dos brinquedos infantis.

Segundo ele, “os giroscópios mecânicos são como turbilhões: eles sempre tentam permanecer em pé enquanto mantêm sua rotação. Minha idéia é usar giroscópios que resistam instantaneamente e proporcionalmente ao movimento da mão de uma pessoa, afetando negativamente qualquer tremor na mão da pessoa que está usando a luva.

O protótipo foi criado com a ajuda de estudantes do Imperial College London, e a equipe afirma que a luva conseguiu reduzir o tremor em 90%. Obviamente, ainda existem várias melhorias a serem feitas, como a redução de ruído.

Os estudantes esperam poder colocá-lo no mercado até setembro a um preço entre 500 e 800 euros.

Leia também: Teclado para PC: diagnóstico precoce da doença de Parkinson

ARC: Caneta especial para pacientes com doença de Parkinson

Gyroglove-01-570

Gyroglove-02-570

Fonte