Google Pixel 2 XL, capacidade de reparo suficiente de acordo com o iFixit

O Google Pixel 2 XL acabou sob a lupa do iFixit. Os t√©cnicos da conhecida revista submeteram o novo topo da gama Big G √† an√°lise usual para determinar como √© f√°cil ou n√£o repar√°-lo em caso de problemas. O dispositivo totalizou uma pontua√ß√£o de 6 em 10, em uma escala em que pontua√ß√Ķes baixas indicam dificuldades na desmontagem do smartphone e no consequente reparo.

A grande vantagem de construção do Pixel 2 XL é a modularidade de muitos componentes, que pode ser substituído individualmente após a remoção da tela. De qualquer forma, o Google também usou muitos tipos de parafusos, uma escolha que facilita muito a remoção deles. No entanto, existem apenas 9, um sinal evidente de como a empresa de Mountain View projetou o dispositivo visando a reparabilidade.

Ecr√£ 2017 10 20 a 14 32 13

Também deve ser enfatizado como a tela é ancorada ao corpo por meio de cola que não é muito difícil de remover. Esse também é um aspecto muito importante, considerando como, estatísticas em mãos, os displays estão entre os componentes dos smartphones mais expostos a desgaste e danos acidentais.

Leia tamb√©m: Google Pixel 2 e Pixel 2 XL oficiais, principais c√Ęmeras

Tudo isso, no entanto, √© compensado por uma dificuldade particular na remo√ß√£o da bateria, tamb√©m porque o quadro central e os cabos da tela est√£o bem ancorados, obviamente tornando algumas opera√ß√Ķes mais complexas. Um aspecto que contribuiu para a pontua√ß√£o de 6 em 10, o que tamb√©m deu ao Pixel 2 XL uma sufici√™ncia no campo da reparabilidade.

Ecr√£ 2017 10 20 a 14 30 57

6 em 10 também é o mesmo resultado obtido pelo iPhone 8 e 8 Plus na análise do iFixit, enquanto que para produtos como Galaxy S8 e Galaxy Note 8, os técnicos da revista atribuíram uma pontuação igual a 4 em 10. Em resumo, além das críticas específicas, parece que o Google fez um bom trabalho na lógica de facilitar qualquer intervenção no Pixel. 2 XL.

Leia tamb√©m: Google Visual Core, o futuro para c√Ęmeras de smartphones

No final da análise, o iFixit decidiu publicar uma postagem em seu blog com foco em Funcionalidade de borda ativa do Pixel 2, ou a sensibilidade à pressão das bordas dos novos smartphones do Google emprestados de dispositivos HTC.

Ecr√£ 2017 10 20 a 14 30 12

Os técnicos do iFixit explicaram como cada conjunto de sensores consiste em uma tira de camada dupla sensível à deformação. Quando essas arestas são esmagadas, a camada externa pressiona a interna, com os sensores que, medindo a deformação, obtêm uma representação da força aplicada. Em suma, uma grande atenção aos detalhes pelo Google.


Tom’s Recommend

O Galaxy A5 2017, smartphone de gama média da Samsung, está em oferta na Amazon com um 30% de desconto no preço de tabela.