Google, o rastreamento de remessas no mecanismo de pesquisa est√° chegando em breve

O mecanismo de pesquisa do Google poder√° em breve ser enriquecido com uma nova fun√ß√£o: rastreamento de remessas. Uma ferramenta extremamente √ļtil, especialmente em per√≠odos espec√≠ficos do ano, como este que estamos experimentando (ap√≥s a Black Friday e antes das f√©rias de Natal). Para ajudar os usu√°rios a encontrar o status de suas remessas, o gigante de Mountain View anunciou um novo recurso (em teste) que permite que as empresas de transporte mostrem informa√ß√Ķes de encomendas diretamente na Pesquisa Google, sem a necessidade do usu√°rio entrar na p√°gina espec√≠fica da empresa.

Na pr√°tica, se quisermos rastrear uma remessa com Bartolini ou DHL (apenas para citar alguns), n√£o ser√° necess√°rio ir ao site da Bartolini, DHL ou a um dos muitos portais que fornecem esse tipo de servi√ßo. Basta digitar o nome da empresa no Google junto com determinadas palavras-chave e insira o n√ļmero de rastreamento para ver todas as informa√ß√Ķes relacionadas ao status da remessa.

O Google, portanto, disponibilizou um Programa Beta, ativo em todos os países, que permite que as transportadoras se inscrevam para testar o recurso e fornecer feedback para melhorá-lo. As empresas que desejam tirar proveito desse novo recurso precisarão usar uma API RESTful JSON ou XML e disponibilizá-lo ao Google, fazendo uma solicitação específica ao gigante de Mountain View por meio da página dedicada, acessível neste link.

De fato, j√° existe um recurso semelhante no Google que mostra as informa√ß√Ķes do usu√°rio sobre pedidos feitos com uma conta do Gmail. Essa √© a limita√ß√£o. Com a nova fun√ß√£o, no entanto, ser√° poss√≠vel consultar o status da remessa diretamente no mecanismo de busca, da mesma maneira – por exemplo – na qual obtemos informa√ß√Ķes imediatas sobre o clima. Para o momento, n√£o est√° claro quando o novo recurso estar√° dispon√≠vel para os usu√°rios mas estamos convencidos de que n√£o demorar√° muito para que apare√ßa na Pesquisa do Google.