Google gira e bebe Google

O gigante americano Google foi pego em flagrante promovendo seus próprios serviços através do mecanismo de busca.

AtĂ© agora, sabĂ­amos que, para ficar “chapado” na pesquisa do Google, vocĂȘ tinha vĂĄrias razĂ”es e tudo isso aconteceu da forma mais democrĂĄtica possĂ­vel, sem que as mĂŁos humanas interferissem, mas a sĂ©rie de apresentaçÔes foi o resultado de algoritmos.

Uma solicitação para abrir os arquivos de uma investigação realizada pela FTC (ComissĂŁo Federal de ComĂ©rcio dos EUA) mostrou que o Google nĂŁo estĂĄ tentando passar a mensagem de “NĂŁo seja mau”. Segundo a pesquisa, o algoritmo do Google nĂŁo era o que um neutro diria. Em vez disso, ela colocou “seus prĂłprios filhos” em primeiro lugar, independentemente de serem jogadores fortes ou nĂŁo. Por exemplo, os “voos do Google” desconhecidos de uma maneira mĂĄgica conseguiram superar o TripAdvisor.

De acordo com um relatório do Wall Street Journal que trouxe o caso à tona, a investigação revelou que o Google abusou de sua posição dominante ao prejudicar seus concorrentes, mas não foi severamente punido, pois o veredicto coincidiu com a aquisição da Motorola. .

As informaçÔes chegaram em um momento nĂŁo tĂŁo bom para a empresa americana, quando a ComissĂŁo EuropĂ©ia começou a investigar novamente se o “mecanismo de busca” dominante continua a violar as regras de livre concorrĂȘncia. As autoridades europĂ©ias tĂȘm um aliado inesperado nesse esforço, empresas americanas como Microsoft, Expedia e TripAdvisor, que devido Ă  polĂ­tica do Google perderam açÔes no Velho Continente.

Fonte: news247.gr