Galaxy S9, é assim que a base do DeX Pad funciona

O DeX Pad é um dos acessórios que a Samsung apresentou em conjunto com o Galaxy S9. Esta é a evolução da DeX Station, ou a base que a empresa sul-coreana revelou no ano passado durante a apresentação do Galaxy S8, capaz de reproduzir um ambiente de desktop no Android usando a conexão com um monitor externo. O conceito para a nova geração não muda, mas não faltam notícias.

O primeiro deles é representado pela colocação do smartphone. Na estação DeX, o Galaxy S8 tinha que ser posicionado verticalmente, enquanto no novo DeX Pad, o Galaxy S9 é colocado horizontalmente, usando o conector USB tipo C para conexão. Existem também duas portas USB para conectar periféricos externos (incluindo discos rígidos), uma HDMI para conectar a um monitor ou TV, um USB Tipo C para fonte de alimentação (o smartphone é recarregado durante o uso).

Cópia DSC00451

No momento em que o Galaxy S9 √© colocado no DeX Pad, o reconhecimento √© instant√Ęneo e imediatamente o monitor externo conectado via porta HDMI mostra o ambiente da √°rea de trabalho no Android. Ao mesmo tempo, a tela do smartphone se transforma em um trackpad real, dividido em quatro quadrantes. Isso permite que voc√™ tenha um mouse real, com todas as fun√ß√Ķes conectadas a ele.

Tive a oportunidade de experimentar o Galaxy S9 no DeX Pad durante o Mobile World Congress em Barcelona, ‚Äč‚Äčem uma esta√ß√£o de trabalho disponibilizada diretamente pela Samsung em seu estande. A sensa√ß√£o √© de que a empresa sul-coreana melhorou ainda mais o projeto DeX Station do Galaxy S8, sem revolucion√°-lo.

Cópia DSC00453

A possibilidade de usar a tela do smartphone como um mouse real me pareceu absolutamente funcional. Após os primeiros 5/10 minutos de aclimatação, torna-se natural deslizar a mão pela tela do Galaxy S9e, pessoalmente, achei uma solução realmente bem implementada pela Samsung, obviamente esperando para poder testá-la em profundidade.

Para o resto, a funcionalidade é praticamente a mesma que a estação DeX. A Samsung também decidiu se concentrar no Galaxy S9 nesse tipo de união entre a experiência de desktop e móvel, que provavelmente, especialmente no futuro, poderia representar a verdadeira evolução dos dispositivos móveis.

Cópia DSC00449

Nesse sentido, 2018 está se preparando para ser uma importante encruzilhada. De fato, este ano os primeiros dispositivos baseados em SOC ARM com Windows 10 a bordo chegarão ao mercado. Podem ser esses produtos que fornecem o impulso definitivo para a união muito desejada entre a experiência de desktop e a experiência móvel.

No caso do Galaxy S9, o DeX Pad n√£o permite executar aplicativos reais de desktop, mas n√£o h√° d√ļvida de que ele expande a produtividade. A possibilidade de usar um monitor externo real para mostrar uma apresenta√ß√£o, usar o navegador, consultar sua caixa de e-mail, usar o pacote Office (apenas para dar alguns exemplos) certamente pode ser √ļtil em muitas circunst√Ęncias.

Cópia DSC00450

Finalmente, uma nota importante. O atendente da Samsung no estande confirmou que o DeX Pad também pode ser usado com o Galaxy S8 e S8 Plus, graças a uma atualização de software que será lançada no futuro. No portal oficial de acessórios, no nível de compatibilidade, apenas os dispositivos da linha S9 são indicados, então aguardamos confirmação da empresa deste ponto de vista, também em relação ao preço de venda.


Tom’s Recommend

Se você está procurando uma solução mais barata que o Galaxy S9, dê uma olhada no Galaxy A8, o novo smartphone de médio e alto padrão da Samsung. Você pode encontrá-lo na Amazon com um desconto de mais de 100 euros.