Fujifilm: Não lançaremos uma máquina Full Frame, NUNCA

Como parte da Photokina, o site Dpreview discutiu com o Gerente Geral da Divisão de Dispositivos Óticos e Produtos de Imagem Eletrônica da Fujifilm sobre os planos da empresa.

O Sr. Toshihisa Iida respondeu a uma das primeiras perguntas feitas com um grande NÃO.

Qual foi a pergunta importante?

Se a Fujifilm pretende lançar uma câmera full frame sem espelho, seguindo a Sony, Nikon, Canon, Leica e Panasonic na grande guerra que começou.

Toshihisa Iida, em particular, justificou a decisão da Fujifilm de não entrar no campo de máquinas sem espelho Full Frame, dizendo que, feliz ou infelizmente, a empresa não tem o legado no campo de máquinas digitais Full Frame, enquanto argumentava que não havia razão para fazê-lo. esse esforço, já que a empresa possui sistemas APS-C muito bons e agora sem espelho de médio formato.

A escolha é consciente, pois a Fujifilm não deseja que um sistema canibalize o outro, enquanto, por outro lado, a empresa japonesa está feliz por ter dois sistemas completamente independentes.

Em outra importante declaração do Sr. Toshihisa Iida, o que sabíamos estar confirmado, a Fujifilm ainda não forneceu aos fabricantes de terceiros os dados necessários para produzir lentes para os sistemas XF e GFX, mas sem descartar que isso poderia acontecer. no futuro.

Além disso, em outra declaração importante, o Sr. Toshihisa Iida afirmou que o maior desafio possível para a empresa japonesa vem dos smartphones e não de seus concorrentes. A Fujifilm quer fazer mais pesquisas no mercado de smartphones e o que os consumidores querem de uma câmera para smartphone.

O Sr. Toshihisa Iida também afirmou que a empresa está investigando a criação de uma câmera Instax que muda de lente.

Leia a entrevista completa aqui.