Foi preso um gerente geral de uma empresa que possuĂ­a ilegalmente uma grande quantidade de dados pessoais

cyber_crime

Quartel-general da polĂ­cia grega

Atenas, 8 de janeiro de 2013

COMUNICADO DE IMPRENSA

Operação policial e investigação do Serviço de Polícia Financeira e de Acusação de Crimes Cibernéticos em uma empresa que possuía ilegalmente um grande volume de dados pessoais de pessoas físicas e jurídicas

Em trĂȘs servidores da empresa, um banco de dados digital foi identificado com mais de 67 milhĂ”es de registros e entradas de dados pessoais, como nomes, endereços residenciais, detalhes do veĂ­culo e do proprietĂĄrio, nĂșmeros de telefone, informaçÔes fiscais etc.

O gerente geral da empresa foi preso durante o procedimento espontĂąneo, enquanto o presidente – CEO e o gerente de TI sĂŁo procurados.

Entre outras coisas, foram confiscados 2 servidores principais com 6 discos rĂ­gidos, 1 servidor principal com 3 discos rĂ­gidos, 1 disco rĂ­gido externo para computador e 9 fitas de backup.

A operação policial e a investigação do Serviço de Polícia Financeira e de Processo Criminal de Cibercrime ocorreu ontem (01.07.2013) em uma empresa localizada em Dafni, Ática, que possuía ilegalmente um grande volume de dados pessoais de pessoas físicas e jurídicas.

Especificamente, em trĂȘs (3) servidores, foi encontrado um banco de dados digital (em tabelas separadas) com mais de 67 milhĂ”es de registros de pessoas fĂ­sicas e jurĂ­dicas e entradas de dados pessoais, como nomes, endereços residenciais, detalhes do veĂ­culo e do proprietĂĄrio, nĂșmeros telefones, dados fiscais (por exemplo, NIF) etc.

O gerente geral da empresa (cidadĂŁo de 59 anos) foi preso por esse caso, enquanto outros dois locais sĂŁo procurados, o presidente – CEO de 31 anos e o gerente de TI de 35 anos. Um processo criminal foi movido contra eles por violar as disposiçÔes legais para a proteção de dados pessoais.

Entre outras coisas, foram apreendidos 2 servidores principais (servidores com 6 discos rĂ­gidos, cada um com capacidade total de 870 GB, 1 servidor central com 3 discos rĂ­gidos com capacidade total de 218,4 GB, 1 disco rĂ­gido externo para computador e 9 cassetes de backup). fitas de backup.

Mais especificamente, a investigação do caso começou apĂłs uma investigação da PolĂ­cia Financeira e do MinistĂ©rio PĂșblico contra a Criminalidade Criminal sobre a existĂȘncia de uma empresa que coleta, processa e, em seguida, possui, mediante taxa, dados tributĂĄrios e dados de pessoas fĂ­sicas e jurĂ­dicas.

Neste contexto, o MinistĂ©rio PĂșblico de Primeira InstĂąncia de Atenas emitiu uma ordem relevante para um exame preliminar. Um grupo de policiais localizou a empresa especĂ­fica na ĂĄrea de Dafni, Attica, e realizou uma investigação em seus escritĂłrios, com a assistĂȘncia de um membro da equipe da Autoridade de Proteção de Dados Pessoais.

A partir da autĂłpsia no local, mas tambĂ©m da investigação tĂ©cnica especial realizada por executivos especializados do Serviço de PolĂ­cia Financeira e de Processo Penal e da Autoridade de Proteção de Dados Pessoais, verificou-se que trĂȘs (3) servidores dos servidores da empresa (banco de dados digital) tabelas) com mais de (67) milhĂ”es de entradas de pessoas fĂ­sicas e jurĂ­dicas, mas o nĂșmero exato nĂŁo pĂŽde ser medido na pesquisa no local devido Ă  dificuldade de correlação entre as tabelas e o banco de dados.

Durante a pesquisa, eles foram encontrados no total e confiscados:

  • dois (2) servidores com seis (6) discos rĂ­gidos cada, com capacidade total de 870 GB

  • um (1) servidor com trĂȘs (3) discos rĂ­gidos com capacidade total de 218,4 GB

  • um (1) disco rĂ­gido externo do computador

  • nove (9) fitas de backup e

  • uma sĂ©rie de notas manuscritas.

  • Todas as provas digitais apreendidas serĂŁo enviadas aos LaboratĂłrios Forenses da PolĂ­cia HelĂȘnica para os testes de laboratĂłrio necessĂĄrios.

    O gerente geral da empresa, de 59 anos, preso, contra o qual estĂŁo pendentes condenaçÔes adicionais por violaçÔes de impostos, serĂĄ levado hoje ao MinistĂ©rio PĂșblico de Atenas por delitos, enquanto a origem e o gerenciamento adicional desses dados estĂŁo sendo investigados.