Estado anônimo x islâmico, segmentação em massa de contas de mídia social

O Anonymous assumiu a responsabilidade de direcionar e fechar cerca de 800 contas no Twitter, 12 páginas no Facebook e mais de 50 contas de e-mail que se acredita estarem vinculadas ao Estado Islâmico – ISIS.

De acordo com um post da CNN, o Twitter não respondeu a uma pergunta, enquanto o Facebook confirmou que havia fechado 11 das 12 páginas exibidas pelo Anonymous por violar as regras de operação. Não houve comentários sobre se os hackers estavam cientes do material em questão.

Observa-se que a conhecida “aliança” de hackers declarou “guerra” contra extremistas islâmicos no mĂŞs passado, alegando em um vĂ­deo do YouTube que seus membros pesquisariam seus sites e redes sociais e os “jogariam”.

Em outro vĂ­deo, o Anonymous alertou o ISIS que “vocĂŞ será tratado como um vĂ­rus, e nĂłs somos a cura. A Internet Ă© nossa. “

De acordo com a CNNMoney, a maioria das contas do Twitter sugeridas pelo Anonymous mostrou mensagens de inatividade ou suspensĂŁo.

Tanto o Twitter quanto o Facebook bloqueiam contas e materiais relacionados a atividades terroristas, mas é difícil rastrear milhões de usuários, por isso eles contam com o feedback do usuário.

O Anonymous tornou-se conhecido nos últimos anos por atacar páginas pertencentes a governos, empresas e outras agências. A campanha contra o ISIS começou após os ataques terroristas na França em janeiro.

Fonte: naftemporiki.gr