Equipe de hackers: É possĂ­vel descriptografar transaçÔes com Bitcoin

O vazamento de dados da Equipe de hackers trouxe muito mais informaçÔes do que pensåvamos inicialmente. Os e-mails internos vazados revelaram que a empresa havia desenvolvido software especial que poderia descriptografar qualquer transação de Bitcoin, de acordo com uma publicação da Ars Technica.Equipe de hackers de segurança

O software Ă© chamado de “MĂłdulo Dinheiro” e fazia parte do pacote Remote Control System que a empresa italiana vendia para governos e equipes de hackers em todo o mundo.

Como vocĂȘ deve saber, a Equipe de hackers foi violada no inĂ­cio de julho e mais de 400 GB de dados vazaram.

Esses dados foram divulgados on-line pelo Wikileaks, e especialistas em segurança começaram imediatamente a pesquisar o conteĂșdo, descobrindo muitas vulnerabilidades no Flash e muitas outras que eram as ferramentas da empresa.

MĂłdulo Money, que visava transaçÔes Bitcoin e foi lançado em 12 de janeiro de 2014. Foi desenvolvido em MilĂŁo (ItĂĄlia) em uma filial da empresa e “Permite a coleta de vĂĄrios itens, como lista de contatos e contas locais, carteira ( isto Ă©, dinheiro) e histĂłrico de negociação “

O mĂłdulo Money poderia ser usado em todos os sistemas operacionais e funcionou perfeitamente com as criptomoedas BitCoins, LiteCoins, Feathercoins e Namecoins.

O módulo Money da equipe de hackers, trabalhando com o arquivo wallet.dat da vítima, e junto com vårios outros sistemas de keylogging da empresa, poderia fornecer a certificação necessåria para descriptografia e extração de dados.

O arquivo wallet.dat contĂ©m informaçÔes sobre as chaves privadas do usuĂĄrio, que os hackers podem associar a transaçÔes pĂșblicas. EntĂŁo, o Hacking Team conseguiu descriptografar as duas extremidades de uma transação de Bitcoin.