Equipe de hackers após as desculpas de hackers

A controversa empresa italiana de segurança cibernética Hacking Team acaba de dizer à Reuters que por trás do hack de seus sistemas, deve haver um governo e alertou que o vazamento subsequente do código de seus aplicativos será um presente para os criminosos.Hacking Team 2

Para quem n√£o conhece, um hacker desconhecido conseguiu invadir os sistemas da Hacking Team na semana passada e baixar 400 GB de dados da empresa, que est√° desenvolvendo um software de vigil√Ęncia que permite √†s autoridades e servi√ßos de intelig√™ncia monitorar telefones e computadores suspeitos. e n√£o somente.

Muitos dos dados vazados incluem milhares de e-mails particulares que est√£o sendo despejados no Wikileaks. O c√≥digo fonte de um grande n√ļmero de programas secretos tamb√©m est√° dispon√≠vel gratuitamente na Internet.

Os e-mails vazados mostram que a equipe de hackers trabalhou com muitas agências governamentais em países como Itália, Estados Unidos e Austrália.

Também teve contatos com países que não respeitam os direitos humanos, como Líbia, Egito, Etiópia, Cazaquistão, Marrocos, Nigéria, Arábia Saudita e Sudão.

Vincenzetti defendeu as escolhas da empresa, dizendo que nunca havia violado o direito comercial internacional.

Ele at√© disse, por exemplo, que quando sua empresa percebeu que a Eti√≥pia estava usando seu software para espionar um jornalista, ele pediu explica√ß√Ķes e depois rescindiu o contrato. (!)

“Dada a sua complexidade, acho que o ataque deve ter sido realizado em n√≠vel governamental ou por algu√©m com grandes recursos √† sua disposi√ß√£o”, disse David Vincenzetti, CEO da Hacking Team, em La Stampa, no domingo.

O que você disse? Poderia ser um governo que viola uma empresa parceira e depois carrega os dados no WikiLeaks? Parece um pouco inacreditável e, é claro, dá uma desculpa muito boa à equipe de hackers que está olhando para o futuro e, é claro, quer manter seus clientes.

Um governo poderia ter vazado código de software malicioso livremente na internet?

De alguma forma, ela teria que afirmar que invadir seus sistemas n√£o era uma tarefa f√°cil, como se admitisse de outra forma que seria uma empresa de risos e choros.

A empresa aconselha seus clientes parem de usar seus programas até para atualizar o softwaree alertou a todos que todos os sistemas de computadores podem estar vulneráveis.

As atualiza√ß√Ķes de software, √© claro, exigem a continua√ß√£o da equipe de hackers, que tenta ansiosamente manter uma “reputa√ß√£o e base de clientes”.

“A pesquisa da Hacking Team determinou que atualmente h√° c√≥digo suficiente que permite a qualquer pessoa desenvolver software contra qualquer alvo de sua escolha”, afirmou a empresa em seu site.

“Terroristas, chantagistas e outros podem desenvolver essa tecnologia √† vontade, se tiverem a capacidade t√©cnica para faz√™-lo.”

O site, √© claro, continua promovendo seus produtos em uma posi√ß√£o de destaque: “… Controle absoluto sobre seus objetivos …”

A equipe de hackers, que existe h√° 12 anos, foi nomeada uma das cinco “empresas inimigas da Internet” em um relat√≥rio de 2012 divulgado pela Reporters Without Borders.