Empresa quer dar software de segurança gratuito a candidatos para 2020, mas FEC discorda

FEC Uma nova pequena empresa de software, a Area 1 Security, quer oferecer aos pol√≠ticos em potencial (para a elei√ß√£o de 2020) uma ferramenta gratuita que impede que hackers acessem seus arquivos. No entanto, n√£o √© certo se a proposta da empresa para software livre ser√° aceita pela Comiss√£o Federal de Elei√ß√Ķes (FEC) do governo.

Os advogados do FEC est√£o aconselhando a comiss√£o a votar contra a proposta.

Nos Estados Unidos, é ilegal oferecer produtos gratuitos em uma campanha política. Isso só pode ser feito se o FEC emitir uma permissão especial.

Oren Falkowitz, um ex-hacker da NSA e fundador da √Ārea 1, apresenta seu software como a melhor solu√ß√£o para evitar ataques de ca√ßa submarina, que enganam as v√≠timas com e-mails falsos, solicitam que elas abram links maliciosos e depois forne√ßam acesso a hackers. nos dados do usu√°rio.

Tais ataques foram realizados em 2016 por hackers do exército russo, que conseguiram acessar as contas de e-mail do partido do Comitê Nacional Democrata.

Falkowitz disse: “As campanhas n√£o t√™m o luxo de gastar dinheiro em produtos de seguran√ßa caros”.

A √Ārea 1, solicitando permiss√£o do FEC para oferecer o software, lembrou ao comit√™ que no ano passado a Microsoft Corp. recebeu permiss√£o para ‚Äúoferecer um pacote de servi√ßos de seguran√ßa aprimorados aos seus clientes relacionados √† elei√ß√£o, sem custo”.

O FEC fez uma exce√ß√£o, pois a Microsoft n√£o pretendia promover uma campanha pol√≠tica, mas proteger seus interesses comerciais. Ele diz que a √Ārea 1 quer fazer o mesmo.

O FEC disse na √©poca que a Microsoft planejava oferecer o servi√ßo para uma variedade de finalidades comerciais, especialmente para proteger sua reputa√ß√£o, j√° que a probabilidade de comprometimento das contas dos clientes poderia ter implica√ß√Ķes significativas para a empresa.

No entanto, o FEC concluiu que o caso da √Ārea 1 era diferente do caso da Microsoft. A √°rea 1 n√£o conseguiu provar que lucro comercial a empresa ter√° se oferecer o software gratuitamente. Segundo o FEC, o que a √Ārea 1 oferece √© mais como promover uma campanha pol√≠tica.

A empresa afirma que seu lucro é o orgulho de ter conseguido resolver um problema de segurança no ciberespaço, que afeta todos os americanos. No entanto, essa explicação não foi suficiente.

De acordo com o FEC, a √Ārea 1 n√£o tem nada a ganhar com esse movimento, portanto sua proposta n√£o √© aceita.

Obviamente, o risco de violar as contas dos candidatos é alto. O FBI diz que as campanhas políticas são um dos principais alvos dos hackers locais e estrangeiros.

O FEC tomar√° sua decis√£o final sobre a √Ārea1 durante uma reuni√£o p√ļblica na quinta-feira.