E o Washington Post Ă© vĂ­tima de hackers chineses

O jornal Washington Post Semelhante ao New York Times e The Wall Street Journal, ela acredita que foi atacada por hackers da China.

Segundo um relatĂłrio publicado pelo Washington Post, os cibercriminosos conseguiram obter acesso Ă  empresa em 2008 ou 2009.

cyber_hackers201

Então, em 2011, a empresa de segurança Mandiant, responsåvel pelos sistemas da empresa, conseguiu localizar um servidor de gerenciamento e controle com o qual um grupo de hackers chineses realizou e coordenou os ataques.

Um funcionĂĄrio nĂŁo identificado falou com Krebs e revelou que um computador havia sido entregue Ă  AgĂȘncia de Segurança Nacional e ao Departamento de Defesa para anĂĄlise forense, mas os funcionĂĄrios do Washington Post disseram estar “certos do que aconteceu”.

Krebs relata que o Washington Post usa o software de proteção da Symantec, como no caso do New York Times. Os representantes da Symantec, é claro, argumentaram que as organizaçÔes deveriam garantir que seus sistemas estivessem adequadamente protegidos, argumentando que seu software não apresentava problemas.

As autoridades chinesas não comentaram as alegaçÔes. No entanto, no caso do NYT e do WSJ, eles negaram veementemente qualquer envolvimento, argumentando que as leis do país proíbem o hacking.

Em resposta aos inĂșmeros ataques cibernĂ©ticos vindos da China, o governo dos EUA estĂĄ pensando seriamente em tomar mais medidas.

Fontes anĂŽnimas no governo dos EUA revelaram que, quando o relatĂłrio da InteligĂȘncia Nacional for publicado, o governo Obama poderĂĄ impor sançÔes, como a revogação de autorizaçÔes de residĂȘncia nos EUA, etc.