Dynatrace aposta em IA e automação e anuncia uma revolução no final deste ano

‚ÄúAI ‚Äď Est√° na hora‚Äú. Esse √© o slogan que acompanhou o Perform Summit que a Dynatrace organizou em Barcelona, ‚Äč‚Äčocasi√£o em que a empresa fez um balan√ßo da situa√ß√£o de suas solu√ß√Ķes para gerenciamento avan√ßado de rede. Solu√ß√Ķes que, a julgar pelos resultados, foram conquistou os clientes, que de 2014 a hoje aumentaram drasticamente, al√©m do volume de neg√≥cios.

O que o Dynatrace faz?

A Dynatrace foi fundada na √Āustria em 2005 e focou imediatamente no desenvolvimento de uma solu√ß√£o para monitorar e otimizar o desempenho de aplicativos de rede. Por dez anos, todo o seu sistema era basicamente um conjunto de servidores que precisavam ser instalados na empresa para dar suporte ao departamento de TI no gerenciamento da infraestrutura e de suas aplica√ß√Ķes cr√≠ticas, como sistemas de reservas de voos e cruzeiros, sistemas banc√°rios, assist√™ncia telef√īnica dos gigantes do telefone e assim por diante. Em 2014, houve um ponto de virada fundamental.

John Van Siclen, CEO da empresa, reuniu sua equipe de desenvolvimento e pediu-lhe que dedicasse algum tempo para pensar em como os sistemas de TI evoluiriam nos anos seguintes, para antecipar as necessidades e poder oferecer um produto ainda mais avan√ßado, capaz de atender √†s crescentes solicita√ß√Ķes de seus clientes, principalmente as empresas que fazem parte da Fortune 500.

CEO Dynatrace Perform Summit Barcelona

Quando ele encontrou sua equipe novamente, no entanto, a resposta o surpreendeu. Era previs√≠vel que tudo estivesse se movendo em dire√ß√£o √† nuvem, que o software desenvolvido ao longo de anos de trabalho tivesse que ser totalmente reescrito para se adaptar um pouco menos √† mudan√ßa. John aceitou o desafio e hoje os n√ļmeros provam que ele est√° certo: desde que Dynatrace se converteu de um sistema no local para solu√ß√£o inteiramente em nuvem clientes e rotatividade aumentaram exponencialmente. Al√©m de aumentar a complexidade das infraestruturas que os administradores hoje precisam gerenciar, obrigadas a coletar e organizar uma quantidade inimagin√°vel de dados at√© alguns anos antes.

Hoje instale o Dynatrace uma opera√ß√£o quase trivial: apenas algumas linhas de c√≥digo s√£o suficientes e o software, OneAgent, faz interface com os sistemas da empresa, analisando a rede procurando servi√ßos e aplicativos ativos e analisando seu status e desempenho. Nesse ponto, por meio de um painel conveniente, os administradores poder√£o visualizar o status de toda a infraestrutura de rede em tempo real.O Dynatrace n√£o √© a √ļnica plataforma capaz de oferecer esse servi√ßo, mas, gra√ßas ao uso de intelig√™ncia artificial, consegue simplificar bastante o trabalho de TI, evitando martel√°-lo com um n√ļmero infinito de relat√≥rios e erros, como acontece com outras solu√ß√Ķes, limitando-se a indicar os erros fundamentais, dos quais derivam todos os ‚Äúavisos‚ÄĚ subsequentes.

Uma rede autogerenciada

O OneAgent n√£o apenas relata problemas quando ocorrem erros. capaz de enviar alertas assim que perceber algum comportamento anormal, um indicador de algum problema de hardware ou software e ‚Äď mais importante ‚Äď capaz de resolver automaticamente v√°rias defici√™ncias, indo pegar os cont√™ineres e estivadores, clon√°-los e ‚Äúconsert√°-los‚ÄĚ, se necess√°rio, limitando muito a interven√ß√£o humana.

√Č, portanto, usado para economizar tempo e dinheiro? ‚ÄúN√£o!‚ÄĚ ‚Äď nos digam BerndGreifeneder, CTO e fundador da Dynatrace ‚Äď ‚ÄúServe para gerenciar a complexidade cada vez maior. Quase todas as empresas que integraram nossa solu√ß√£o tiveram que aumentar o tamanho do departamento de TI para enfrentar o mercado‚ÄĚ. O OneAgent simplifica bastante o monitoramento e o gerenciamento, permitindo que os engenheiros se concentrem nos aspectos mais importantes e deixem de fora as opera√ß√Ķes de manuten√ß√£o e an√°lise longas e repetitivas que podem ser facilmente confiadas a uma m√°quina.

uma solu√ß√£o que ele se adapta bem para gerenciar sistemas muito complexos, com base em solu√ß√Ķes heterog√™neas de hardware e software nas quais coexistem servidores de nuvem, mainframe, IoT e no local. Dynatrace, como destacamos no Edge9, em cont√≠nua evolu√ß√£o: no √ļltimo ano, ele viu bem 25 atualiza√ß√Ķes importantes, praticamente duas por m√™s.

Dynatrace como um facilitador da transformação digital

Durante a Perform Summit, a Dynatrace trouxe alguns de seus clientes mais importantes para o palco, incluindo empresas italianas como Alitalia e Docebo. Roberto Tundo, Diretor de Informa√ß√£o e Tecnologia da Alitalia, explicou como a ado√ß√£o do Dynatrace permitiu √† companhia a√©rea fazer grandes progressos no gerenciamento de seus planos de voo. ‚ÄúA Alitalia era conhecida no exterior com o slogan Sempre atrasado na decolagem, sempre atrasado na chegada‚ÄĚ ‚Äď diz Tundo do palco do Perform Summit ‚Äď ‚ÄúHoje conseguimos nos tornar a empresa mais pontual‚ÄĚ. N√£o √© poss√≠vel subornar o p√ļblico, mas dados reais, certificados pela empresa independente FlightStats.

CTO Alitalia Dynatrace realiza c√ļpula

At√© a Royal Caribbean, a gigante que administra os maiores navios de cruzeiro do mundo, confiou o Dynatrace, uma solu√ß√£o usada tanto para o gerenciamento quanto para a reserva de cruzeiros, tanto para oferecer servi√ßos em navios quanto para garantir a seus clientes um servi√ßo personalizado. ‚ÄúGerenciamos navios com mais de 6000 passageiros a bordo‚ÄĚ ‚Äď ele nos disseCarlos Gutierrez-Menoyo, Gerente S√™nior de Opera√ß√Ķes da Royal Caribbean ‚Äď ‚Äúdevemos garantir que tudo funcione perfeitamente‚ÄĚ. O pr√≥ximo alvo? ‚ÄúSer capaz de reduzir o tempo de embarque, talvez eliminar completamente a espera‚ÄĚ.

Royal Caribbean Dynatrace realiza c√ļpula

Durante a c√ļpula, tamb√©m trocamos algumas palavras com Andrea Spoldi, arquiteta de infraestrutura da plataforma de e-learning Docebo. Andrea nos explicou que a colabora√ß√£o com a Dynatrace nasceu quase por acaso, mas que, uma vez que tentaram a solu√ß√£o, n√£o puderam voltar. Entre os motivos da escolha, ele tamb√©m destaca o modelo de pagamento compreens√≠vel ‚ÄúTamb√©m avaliamos solu√ß√Ķes de outras empresas‚ÄĚ ‚Äď explica Andrea ‚Äď ‚ÄúMas quando perguntamos exatamente quanto gastar√≠amos, eles n√£o conseguiram fazer uma estimativa confi√°vel, pois os custos dependiam de muitos fatores que n√£o s√£o facilmente estimados no in√≠cio, ao contr√°rio do Dynatrace ‚Äú.

O que h√° no futuro da Dynatrace

Há cinco anos, a Dynatrace decidiu mudar sua plataforma para antecipar as necessidades do mercado. Uma meta alcançada, mas a empresa não parece disposta a parar por um momento. Durante a entrevista com o fundador, Bernd, perguntamos se ele pretendia estender os campos de uso da plataforma e a resposta foi afirmativa: até o final do ano, Dynatrace expande sua solução para também oferecer serviços de cibersegurança e automação comercial, áreas nas quais os algoritmos da empresa podem ser particularmente eficazes.

Fundador de Bernd, Dynatrace Barcelona Perform Summit