Donald Trump ameaça desligar plataformas de redes sociais

Trump

Em um tweet recente, o presidente dos EUA, Donald Trump, planeja mudar a maneira como funciona ou até desligar as plataformas de redes sociais.

Ele culpou as mídias sociais por preconceito contra os conservadores e pediu ao Twitter queConserte seu ato, AGORA !!!!»Em outro tweet.

O anĂșncio do presidente ocorre depois que o Twitter assumiu o controle de dois de seus tweets, nos quais a plataforma emitiu um aviso indicando que os fatos relatados eram enganosos. É a primeira vez que o Twitter toma uma ação contra Donald Trump.

Nos tweets, Trump disse que a votação era “essencialmente fraudulenta” e que a eleição nos EUA seria uma fraude. No entanto, aqueles que lidaram com esse problema afirmam que nĂŁo hĂĄ evidĂȘncias para substanciar suas alegaçÔes.

Em resposta, o Twitter descreveu os tweets como falsos e adicionou um link abaixo deles: “Saiba mais sobre os boletins de voto por correio”. Quando um usuĂĄrio clica no link, o Twitter exibe uma coleção de declaraçÔes e tweets que contradizem as falsas alegaçÔes do presidente dos EUA.

O Twitter e outros sites de mídia social reforçaram recentemente suas políticas sobre notícias falsas e enganosas.

O Twitter introduziu recentemente novas polĂ­ticas para lidar com notĂ­cias falsas e “limitar a disseminação de conteĂșdo potencialmente prejudicial e enganoso” relacionado ao COVID-19. E, como ele argumenta, as açÔes que ele tomou estĂŁo alinhadas com suas novas polĂ­ticas.

No passado, o Twitter foi acusado muitas vezes de nĂŁo excluir alguns posts enganosos feitos pelo presidente dos EUA, pois ele tem mais de 80 milhĂ”es de seguidores em sua conta. Mas agora, pela primeira vez, a plataforma parece ter se oposto a Trump. O Ășltimo tweet de Donald Trump sobre o assunto afirma que “grandes açÔes seguirĂŁo”.