Dois casos de fraude na Internet foram investigados

Dois (2) casos de fraude na Internet foram investigados pela Diretoria de acusação de crimes cibernéticos.crime de prisão Internet

Foi instaurado um processo contra um cidadão de 50 anos, no contexto de uma investigação preliminar, por fraude com um PC continuamente

A Diretoria de Processamento do Crime Cibernético investigou dois (2) casos de fraude informåtica e entrou com um processo no contexto de um Exame Preliminar, seguindo ordens dos Gabinetes do Promotor de Primeira Instùncia Tebas e da Internet por seis dias consecutivos em Atenas.

Em particular, em agosto passado, no Departamento de Segurança de Tebas, uma queixa foi apresentada por um indivĂ­duo, que se queixou de ter sido vĂ­tima de fraude por autores desconhecidos, usando o mĂ©todo de publicação de um anĂșncio para a venda de um veĂ­culo na Internet.

Especificamente, de acordo com a denĂșncia, estranhos publicaram na Internet um anĂșncio para a venda de uma mĂĄquina agrĂ­cola, no valor de (17.200) euros.

Segundo a denĂșncia, a vĂ­tima entrou em contato com o suposto vendedor, que o informou que o veĂ­culo estava no Reino Unido e sugeriu que ele contatasse uma empresa de transporte com sede no Reino Unido, que tambĂ©m realizaria a transferĂȘncia do veĂ­culo para o Reino Unido. GrĂ©cia, apĂłs o pagamento antecipado de dinheiro.

O indivĂ­duo contatou representantes da empresa acima mencionada por e-mail e foi persuadido a pagar antecipadamente o valor de (3.617) euros em uma conta bancĂĄria de um banco sediado no Reino Unido, a fim de enviar a mĂĄquina agrĂ­cola, mas nunca recebeu esta mĂĄquina.

Além disso, em abril de 2014 Outro indivíduo foi acusado de acusação de cibercrime, segundo a qual ele havia sido vítima de fraude por autores desconhecidos, usando o mesmo método e maneira.

Nesse caso, o indivĂ­duo encontrou em um site grego na Internet um anĂșncio para a venda de um carro de luxo. carro, com sede em Edimburgo, na EscĂłcia, por quarenta e seis mil e duzentos (46.200) euros.

Em uma conversa por telefone com o suposto vendedor, ele foi convidado a entrar em contato com a mesma empresa de transporte e, usando o mĂ©todo mencionado acima, foi convencido a pagar o montante de trĂȘs mil quatrocentos e cinquenta (3.450) euros antecipadamente em uma conta bancĂĄria com Reino Unido, sem nunca receber este carro.

A Diretoria para o MinistĂ©rio PĂșblico contra o Cibercrime e seguindo as ordens relevantes do MinistĂ©rio PĂșblico de Tebas e Atenas, respectivamente, conduziram uma pesquisa e anĂĄlise digital completa dos traços eletrĂŽnicos e dos dados digitais – elementos desses casos. Depois, apĂłs correspondĂȘncia com as empresas competentes que prestam serviços de internet e telefone, emergiu o envolvimento do cidadĂŁo de 50 anos em ambos os casos.

Após o exposto, uma pesquisa foi realizada ontem (27-10-2015) na casa de um cidadão de 50 anos em uma årea de Attica, onde um laptop foi encontrado e confiscado, que serå enviado à Diretoria de InvestigaçÔes Criminológicas para exame laboratorial.

O processo de um procedimento regular que foi formado serĂĄ submetido Ă  Autoridade de MinistĂ©rio PĂșblico competente, enquanto que para o caso de 50 anos de idade, os casos relevantes foram arquivados no passado pela Diretoria de Processo Penal do Crime EletrĂŽnico, por crimes semelhantes.