Digitalização do friso do Parthenon

O friso do Parthenon revela aos arqueólogos gregos aspectos ocultos dele, graças à digitalização digital de suas pedras.

O programa “Vote no Parthenon”, que acontece no Museu da Acr√≥pole, est√° sendo realizado em colabora√ß√£o com o Secretariado Geral de Pesquisa e Tecnologia, est√° em andamento h√° dois meses e deve ser conclu√≠do em cerca de dois anos.

Os detalhes na geometria e cor fornecidos pela avançada tecnologia de digitalização digital ajudam<…>

n√£o apenas na manuten√ß√£o, mas tamb√©m na reunifica√ß√£o dos fragmentos originais, explica o presidente do Museu da Acr√≥pole, Dimitris Pantermalis, enfatizando que o programa ser√° conclu√≠do com a digitaliza√ß√£o digital e as pedras sobreviventes do friso no Museu Brit√Ęnico.

√Č uma das muitas e interessantes obras que acontecem todos os dias, mesmo √†s segundas-feiras, quando o Museu da Acr√≥pole est√° fechado. E ela n√£o √© a √ļnica.

A manuten√ß√£o e a reinstala√ß√£o de exposi√ß√Ķes, como a sarjeta do le√£o arcaico na empena da esquina do templo de Atena, ou o reengate com um tit√£ da cauda do c√£o de ca√ßa, que tamb√©m est√° em exibi√ß√£o no sal√£o arcaico do Museu da Acr√≥pole.

A restaura√ß√£o de Kore no. 669 e sua exposi√ß√£o em uma √ļnica est√°tua de 1 me 89 cm de altura √© apenas uma das obras que acontecem toda segunda-feira, quando o Museu permanece fechado.

Como observam os conservadores do Museu, “as segundas-feiras no Museu da Acr√≥pole s√£o os dias mais movimentados, porque na verdade come√ßam no domingo √† noite, a fim de oferecer ao p√ļblico uma descoberta importante e restaurada”. Fonte: nooz.gr