Curso de ciência da computação exigido na nova escola

Na era da economia e do conhecimento digital, a Associação de Empresas de Informação e Comunicação da Grécia (SEPE) ficou surpresa ao saber da decisão do Ministério da Educação, Aprendizagem ao Longo da Vida e Religiões de abolir o ensino de Informática no novo Liceu.

Logotipo SEPE

O SEPE está pedindo ao Ministério que reconsidere sua posição e está pronto para contribuir construtivamente, não apenas para aboli-la, mas para aprimorar o ensino do curso de Informática.

O SEPE ressalta que o aprendizado das tecnologias modernas reflete uma nova maneira de pensar, produtiva, racional e criativa. Estabelece as condições para a limitação da tecnofobia, analfabetismo digital, obscurantismo, a concepção anacrônica de aprendizado e ensino. Acima de tudo, no entanto, reforça a busca pelo surgimento do novo, a inovação de que a economia e a sociedade gregas precisam tão desesperadamente.

Com um senso de responsabilidade em relação à nova geração, o SEPE intensificará sua ação para apresentar que as Tecnologias de Informação e Comunicação não são apenas uma ferramenta tecnológica limitada à aparência e ao toque do computador. É um mundo inteiro de conhecimento e experiência, múltiplas possibilidades e manifestações, nas quais os alunos das escolas gregas podem entrar sem restrições e obstáculos, com orientação e supervisão adequadas. Afinal, eles merecem e merecem.

www.sepe.gr