Cray escolhe CPUs AMD EPYC para a nova famĂ­lia de supercomputadores

AMD e Cray anunciamos uma parceria importante focada no uso de processadores da família EPYC dentro da família de produtos Cray CS500. Essas são soluçÔes de supercomputador, configuradas como um cluster de servidores em rack e destinadas às åreas de processamento mais exigentes.

É um acordo importante para a AMD, que estĂĄ no meio do ano passado trabalha para promover a adoção de seus processadores EPYC no mercado apĂłs o qual, por muitos anos, foi efetivamente excluĂ­do do setor de soluçÔes para servidores devido Ă s limitaçÔes de suas propostas Opteron em comparação com seus concorrentes Intel Xeon.

As configuraçÔes vĂȘem o uso de chassi de rack de 2 unidades, dentro do qual hĂĄ um mĂĄximo de 4 nĂłs de cĂĄlculo. Cada um deles Ă© configurado internamente com 2 processadores da sĂ©rie AMD EPYC 7000, oferecendo conectividade com dois slots PCI Express 16x Gen 3.0 e 8 mĂłdulos de memĂłria DDR4 para cada soquete.

O Cray também fornece uma segunda configuração para seus sistemas CS500, especializada para aqueles åreas de uso que requerem uma grande quantidade de memória do sistema: nesse caso, até 16 slots para módulos de memória DDR4 são disponibilizados para cada soquete do processador, de modo a atingir uma capacidade måxima de até 4 TB para cada chassi do rack.

A peculiaridade da proposta do Cray nĂŁo se refere apenas Ă  construção de nĂłs e racks individuais, mas, sobretudo, a estrutura de software que permite gerenciar um nĂșmero tĂŁo grande de nĂłs e em paralelo para alavancar as peculiaridades arquitetĂŽnicas das CPUs EPYC. Os sistemas da famĂ­lia CS podem escalar atĂ© um mĂĄximo de 11.000 nĂłs, tornando acessĂ­veis configuraçÔes de cluster de considerĂĄvel complexidade. A disponibilidade dos primeiros sistemas Cray com processadores AMD EPYC Ă© esperada a partir do verĂŁo.