Continua├ž├úo da aventura da Sony com a├ž├Áes judiciais de funcion├írios

sony

Sua aventura Sony A Pictures Entertainment, que come├žou com o grande hack da empresa da equipe do GOP, Guardi├Áes da Paz, no ano passado, n├úo diz que vai acabar. Recentemente, a empresa falhou em encerrar a a├ž├úo movida contra 9 ex-funcion├írios, que alegam ter arriscado seus dados pessoais devido ├á baixa seguran├ža que a empresa possu├şa em sua rede.

O Tribunal de Primeira Inst├óncia dos EUA, no qual ocorreu a primeira audi├¬ncia, chegou a dizer que os demandantes poderiam reivindicar suas reivindica├ž├Áes da empresa e, com base na neglig├¬ncia da Sony, proteger os dados pessoais de seus funcion├írios.

Os autores consideram a Sony Pictures Entertainment respons├ível por n├úo fortalecer as medidas de seguran├ža, especialmente ap├│s os primeiros ataques cibern├ęticos.

O advogado Michael Sobol diz estar bastante satisfeito com o primeiro resultado, pois o tribunal reconheceu o dano moral sofrido por esses funcion├írios. Desde o ataque do Partido Republicano em 2014, havia muitas informa├ž├Áes sobre os funcion├írios da empresa, que vazavam na Internet, incluindo n├║meros de previd├¬ncia social, cart├Áes de cr├ędito, mas tamb├ęm endere├žos e n├║meros de telefone. Eles at├ę alegam que a empresa violou a lei de confidencialidade na Calif├│rnia, rejeitando medidas de seguran├ža para proteger os dados confidenciais de seus funcion├írios.

O ataque foi descrito como um ato de vingan├ža, instigado pelo governo norte-coreano, em conex├úo com o lan├žamento de uma com├ędia sobre o assassinato do l├şder do pa├şs.

Os autores alegam que tudo isso lhes causou enormes preju├şzos financeiros e que o incidente do Partido Republicano ├ę um dos piores pesadelos que eles j├í experimentaram. Suas vidas, eles at├ę afirmam, agora s├úo uma reminisc├¬ncia dos filmes de terror que vemos nos filmes!