Conex√£o Wi-Fi de 6 GHz: movo Apple, Google, Microsoft e Qualcomm

Em carta aberta, grandes nomes de alta tecnologia (incluindo Apple, Google, Microsoft e Qualcomm) solicitam √† FCC que aprovar uma nova categoria de Wi-Fi de curto alcance e ultra baixa pot√™ncia (VLP) sem nenhuma restri√ß√£o no espectro de 6 GHz. O motivo √© a chegada do novo padr√£o de rede 5G para poder usar dispositivos de baixa pot√™ncia – que transmitem abaixo de um certo limite – que se conectam atrav√©s de opera√ß√Ķes pessoa para pessoa. A carta sugere que eles poderiam fornecer 2 Gbps a uma dist√Ęncia de 3 metros.

O pedido central é, portanto, permitir usar serviços sem fio da próxima geração habilitando uma classe para dispositivos portáteis de latência muito baixa, como pode ser um visualizador de realidade virtual. Os recorrentes argumentam que tudo isso é importante para a proliferação de 5G, lembrando que dispositivos como óculos AR / VR precisam de uma rápida conexão de dados Wi-Fi para aproveitar a velocidade 5G.

A FCC j√° havia aprovado a banda de 6 Ghz para uso n√£o licenciado, garantindo o funcionamento correto dos servi√ßos licenciados que operam na banda. A ind√ļstria de celulares, no entanto, acredita que pelo menos parte desse espectro deve permanecer exclusiva para 5G. Al√©m disso, as concession√°rias √†s vezes o usam para backhauls de comunica√ß√£o, declarando-se preocupadas com a poss√≠vel interfer√™ncia.

Em conclusão, os dispositivos da próxima geração podem se beneficiar da menor latência prometida pelo 5G e pelo Wi-Fi 6 se houver a possibilidade de combinar a rede celular com o compartilhamento de Wi-Fi de curto alcance. Vamos ver qual será a decisão da FCC. As empresas de tecnologia que assinaram a solicitação são: Apple, Broadcomm, Facebook, Google, HP, Intel, Marvell Semiconductor, Microsoft e Qualcomm.