Chip Samsung Exynos do futuro com AMD ou Nvidia GPU?

Samsung estaria em conversas com AMD e Nvidia com o propĂłsito de equipar os futuros Chip Exynos para smartphones com nĂșcleos grĂĄficos mais poderosos. Segundo o site da Sammobile, a empresa asiĂĄtica estĂĄ conversando com os dois fabricantes, mas atualmente nĂŁo se sabe se hĂĄ uma vantagem.

A Nvidia parece ter (pelo menos no papel) mais possibilidades. A empresa americana desenvolve hå muito tempo GPUs para o setor móvel: mesmo que os produtos Tegra não sejam mais dedicados a smartphones e tablets, a Nvidia continua a criar novas propostas para o segmento automotivo e além.

samsung exynos

Ele tambĂ©m possui a arquitetura mais eficiente do mercado. De acordo com o que emergiu dos testes nas Ășltimas placas de vĂ­deo, a casa de Santa Clara Ă© capaz de oferecer maior desempenho por watt. E depois hĂĄ um terceiro elemento, a recente paz nas patentes, que poderia ter restabelecido relaçÔes serenas entre as duas realidades.

Isso nĂŁo quer dizer que a AMD nĂŁo tenha flechas em seu arco: alĂ©m de uma arquitetura muito vĂĄlida, a empresa mostrou-se capaz de funcionar bem no design de soluçÔes para terceiros, como evidenciado pelos consoles da Sony e Microsoft. A casa de Sunnyvale tambĂ©m apoia fortemente o Arquitetura de sistema heterogĂȘneo (HSA), como a Samsung.

O interesse do gigante asiĂĄtico em um acordo com uma das duas partes Ă© dado pela necessidade de criar chips cada vez mais poderosos, mas tambĂ©m mĂłveis desatar do parceiro – e ao mesmo tempo rival – Qualcomm.

Hå anos se fala de um compromisso da empresa em primeira mão na criação de uma GPU para ser incluída em seus chips Exynos. Esse esforço deveria ter se materializado com a chegada do Galaxy Note 5, mas não foi esse o caso. Atualmente, a Samsung usa as GPUs da ARM em Mali.

“HĂĄ rumores de que um chip Exynos com suporte a HSA chegarĂĄ no prĂłximo ano. A Samsung estĂĄ trabalhando duro para adicionar suporte HSA a seus chipsets Exynos e a empresa planeja testar seu futuro SoC nessas redes em setembro de 2017”, escreve Sammobile. .

“Um Galaxy 9 com chips Exynos equipados com suporte a redes CDMA pode levar a gigante sul-coreana a abandonar as soluçÔes Snapdragon da Qualcomm nos prĂłximos anos”, conclui a fonte.