China: pela primeira vez, um robô participará dos exames nacionais

Daqui a alguns dias, os exames Panhellenic come├žar├úo em nosso pa├şs, o que determinar├í quais alunos poder├úo ser admitidos nas institui├ž├Áes universit├írias do pa├şs. Algo semelhante est├í acontecendo na China, onde este ano os exames ser├úo um pouco mais especiais.

Pela primeira vez, uma empresa de inteligência artificial colocará seu robô para fazer os exames nacionais para universidades chinesas.

O rob├┤ ter├í as mesmas restri├ž├Áes que os alunos regulares, o mesmo tempo para concluir os exames e, ├ę claro, ser├í desconectado da Internet. Pouco antes do in├şcio dos exames, ele recebe perguntas, conectadas a uma impressora, onde envia suas respostas para serem impressas em papel.

Ele ser├í testado exatamente nos mesmos cursos que os outros candidatos. Isso inclui matem├ítica, o idioma chin├¬s e “artes livres” que incluem hist├│ria, pol├ştica e geografia. Al├ęm da matem├ítica, espera-se que o restante das li├ž├Áes seja dif├şcil, pois h├í mais “pensamento” e as respostas n├úo s├úo fixas.

N├úo ├ę a primeira vez que ouvimos falar de rob├┤s que desejam entrar na Universidade de S├úo Paulo. Os japoneses est├úo preparando seu pr├│prio aluno rob├┤ que tentar├í entrar na Universidade de T├│quio em 2020.

Leia tamb├ęm: Google AI: leu 2865 romances, mas por qu├¬?

machine-learning-ai-01-570

Fonte