CES 2020, da Valencell, os fones de ouvido que medem a press√£o arterial

Agora, os dispositivos vest√≠veis est√£o indo para o monitoramento da sa√ļde. Basta pensar nas solu√ß√Ķes integradas no Apple Watch ou simplesmente no sensores de frequ√™ncia card√≠aca em smartwatches e rastreadores de fitness. No entanto, a medi√ß√£o da press√£o arterial ainda √© dif√≠cil de integrar, mas o CES 2020 revela que isso pode ser poss√≠vel por meio de fones de ouvido.

A proposta vem da Valencell, a empresa que fabrica muitos dos sensores PPG usados ‚Äč‚Äčnos dispositivos vest√≠veis atuais. Segundo o presidente e cofundador da empresa Steven LeBoeuf, o ouvido √© de longe a melhor √°rea para medir a press√£o arterial em compara√ß√£o com um dedo ou um pulso: o ouvido tem mais fluxo sangu√≠neo, permite uma leitura mais intensa da frequ√™ncia card√≠aca e os ouvidos permanecem √† mesma dist√Ęncia do cora√ß√£o (a menos que voc√™ se incline).

Crédito РCNET

Conforme relatado pela CNET, o fone de ouvido está conectado a um aplicativo o que exige que o usuário digite idade, altura, peso e sexo antes de fazer a medição, que leva cerca de 30 segundos. Como qualquer dispositivo projetado para esse uso, o usuário deve permanecer parado. Os resultados são mostrados em tempo real no smartphone.

Para desenvolver sua tecnologia, a Valencell usou mais de 15.000 dados de cerca de 5.000 pessoas de diferentes idades, 25% das quais foram submetidas a tratamentos m√©dicos para press√£o arterial. Mais de 600 medi√ß√Ķes de aproximadamente 130 pessoas foram testadas clinicamente para comparar os resultados. O estado atual, existe uma margem de erro de cerca de 8 mil√≠metros de merc√ļrio em compara√ß√£o com dispositivos profissionais de sa√ļde. A pr√≥pria empresa est√° ciente de que o produto ainda precisa de melhorias. O objetivo, no entanto, √© lan√ßar fones de ouvido que – usando a nova tecnologia – possam ser usados ‚Äč‚Äčcomo dispositivos de bem-estar geral e n√£o m√©dico.

A Valencell lan√ßar√° prot√≥tipos de kits de avalia√ß√£o em 2 de fevereiro, para que os v√°rios fabricantes possam come√ßar a testar e trabalhar em suas solu√ß√Ķes. LeBoeuf afirma que fones de ouvido que medem a press√£o arterial podem chegar j√° em 2020, j√° que os novos algoritmos podem funcionar em hardware mais antigo usando os sensores PPG j√° implementados.