Bilhões de dólares em danos são causados ​​por programas piratas

pirateddisc Pesquisa da IDC, em nome da Microsoft, destaca os riscos para quem usa software pirata.

Embora alguns usuários de computador optem por usar software pirateado para economizar dinheiro, as chances de “contaminação” por malware para consumidores sĂŁo de uma em trĂŞs e trĂŞs em cada dez para as empresas, de acordo com um novo estudo da IDC.<…>

em nome da Microsoft Corp.

Como resultado dessas “infecções”, pesquisas mostram que os consumidores gastam US $ 1,5 bilhĂŁo e US $ 22 bilhões para lidar com os efeitos de malware (localização, reparo, recuperação), enquanto as empresas globais gastam US $ 114. bilhões de dĂłlares para lidar com os efeitos de malware.

O estudo analisou 270 sites e redes ponto a ponto (P2P), 108 downloads de software e 155 CDs ou DVDs e entrevistou 2.077 consumidores e 258 gerentes e CIOs de TI no Brasil, China, Alemanha e Índia. , México, Polônia, Rússia, Tailândia, Reino Unido e Estados Unidos.

A pesquisa constatou que, dos softwares piratas que não acompanham o computador, 45% são da Internet e 78% dos softwares obtidos através de sites ou redes P2P incluem algum tipo de spyware, enquanto 36 % continha Trojans e adware.

O estudo da IDC, “O mundo perigoso de software falsificado e pirata”, foi apresentado como parte da campanha internacional Play It Safe da Microsoft, que visa conscientizar o pĂşblico sobre questões de pirataria de software.

“As descobertas sĂŁo claras: os riscos estĂŁo Ă  frente para consumidores e empresas que usam software pirateado”, disse John Gantz, pesquisador da IDC. “Algumas pessoas escolhem software pirateado para economizar dinheiro, mas acabam perdendo tempo e dinheiro, seja para usuários corporativos ou domĂ©sticos”.

Aqui estĂŁo algumas das descobertas mais importantes da pesquisa com consumidores:

• 64% dos entrevistados conheciam casos de pessoas que usaram software pirateado e encontraram problemas de segurança

• Em 45% dos casos, o software pirata desacelerou os computadores e esse software teve que ser desinstalado.

• 48% dos entrevistados disseram que sua maior preocupação ao usar software é a perda de dados.

• 29% disseram que estavam mais preocupados em espionar suas informações pessoais

A incorporação de malware no software pirata é uma nova maneira de prender os usuários de computador que desconhecem o perigo potencial.

A pesquisa da IDC também analisou a alta porcentagem de instalações de software executadas pelos usuários finais nos computadores da empresa, revelando mais uma maneira de importar software não seguro para o local de trabalho. Embora 38% dos gerentes de TI reconheçam que esse é o caso, 57% dos funcionários admitem instalar software em seus computadores de trabalho.

Preocupantemente, os entrevistados disseram Ă  IDC que apenas 30% do software que instalaram em seus computadores nĂŁo tiveram problemas. 65% dos gerentes de TI concordam que o software instalado pelos usuários aumenta os riscos para a segurança de uma organização. Para muitas empresas, o software instalado pelo usuário Ă© um “ponto cego” para garantir uma rede segura.

Em www.microsoft.com/security, os usuários podem ser notificados de malware e descobrir se seu dispositivo está comprometido. Caso o malware seja detectado, o site oferece ferramentas para removê-lo. Os interessados ​​em comprar um novo computador são aconselhados a escolher uma fonte confiável para garantir a compra do software original da Microsoft.

Fonte: portal.kathimerini.gr