Avaliação do KLIPSCH T5

Até a Klipsch, uma marca histórica no setor de áudio de ponta, sucumbiu ao feixe da tecnologia True Wireless com o modelo T5.

Como eles s√£o feitos

A Klipsch escolheu materiais de qualidade, e o pl√°stico barato dos estojos da maioria dos fabricantes foi substitu√≠do por metal escovado. Bonito de se olhar, frio ao toque, pesado para carregar. N√£o temos vontade de colocar essa escolha entre os m√©ritos, considerando que √© um produto para sempre levar conosco e n√£o vemos raz√Ķes espec√≠ficas para inserir em nossos bolsos um estojo que pesa tr√™s vezes mais que o necess√°rio.

No centro da superfície traseira está a porta USB-C para carregar a bateria. A tampa se abre lateralmente. Mais uma vez, é uma escolha diferente da usual, que não apreciamos totalmente, pois o fone de ouvido mais próximo da dobradiça da tampa é mais difícil de extrair, mas, neste caso, admitimos que é uma bagunça.

Os dois fones de ouvido t√™m o formato de “bot√£o”, de modo que s√£o arredondados e encaixados no ouvido. Eles s√£o intra-auriculares e a haste do fone de ouvido √©, de relance, mais longa que a m√©dia. No final, a tampa de borracha pode ser substitu√≠da por um modelo maior e menor; pena que os modelos em material com mem√≥ria de forma n√£o tenham sido inclu√≠dos.

Um pequeno LED na lateral de cada fone de ouvido indica o status do Bluetooth e se a bateria está fraca. Três LEDs brancos, colocados entre a tampa e o recipiente, indicam o status de carga da bateria no estojo.

Eles têm certificação IPX4, então você também pode usá-los durante um treino, desde que não esteja muito animado.

Dentro da embalagem, há um cabo USB-C e um adaptador, uma opção interessante e acompanhada dos tempos.

Experiência de usuário

A escolha da Klipsch √© totalmente anti-ergon√īmica. Voc√™ precisar√° inserir os fones de ouvido como se fossem duas unhas dentro dos ouvidos e viver com essas duas sali√™ncias que se projetam dos ouvidos (pense no monstro do Dr. Frankestein). Est√©tica √† parte, o corpo dos fones de ouvido n√£o √© usado para melhorar a ader√™ncia nos ouvidos; portanto, eles n√£o cair√£o apenas se voc√™ os inserir bem no canal auditivo.

A superfície de cada fone de ouvido é um botão que você pode pressionar para controlar a reprodução, chamadas e assistente de voz. Isso significa que, a cada pressão, a força que você dará, mesmo que mínima, você a sentirá diretamente dentro da orelha, onde a tampa está presa. Uma sensação longe de agradável.

Não podemos considerar nossa avaliação globalmente compartilhável, uma vez que existem pessoas que poderiam se beneficiar do pescoço muito longo dos fones de ouvido e de uma tal conformação que poderiam transferir parte da força para outras partes do ouvido também. Este não é o caso de quem os está experimentando, nem o de muitos colegas.

Qualidade de √°udio

√Č aqui que o Klipsch T5 faz a diferen√ßa. Um som rico, quente e profundo, mas tamb√©m detalhado. Mesmo nas cenas sonoras mais complicadas, √© poss√≠vel distinguir os instrumentos, os graves n√£o desfocam ou perturbam, as vozes s√£o bem reproduzidas. Eles n√£o s√£o os fones de ouvido com a maior faixa din√Ęmica testada, mas est√£o muito pr√≥ximos dos melhores modelos. De qualquer forma, a qualidade do √°udio est√° entre os principais pontos fortes e s√£o fones de ouvido que tamb√©m agradar√£o aos audi√≥filos.

Autonomia

Klipsch fala de uma autonomia de oito horas por carga √ļnica, com a possibilidade de recarreg√°-las at√© tr√™s vezes no caso. √Č uma dura√ß√£o bem acima da m√©dia, considerando que muitos modelos se estabelecem entre 4 e 5 horas.

ou tentou mantê-los vestidos da manhã às 8, tentando usá-los o máximo possível, e eles se esgotaram por volta das 17h30. Provavelmente, com o uso contínuo, eles teriam descarregado mais cedo, mas, em qualquer caso, o resultado é excelente.

Veredito

A Klipsch entrou no mundo dos fones de ouvido True Wireless com um design muito question√°vel para o seu T5. N√£o podemos dizer que nos encontramos bem: n√£o gostamos de sair com dois fones de ouvido que se projetam verticalmente de nossos ouvidos, a cada toque do bot√£o para enviar um comando, a sensa√ß√£o de empurrar dentro do ouvido n√£o era agrad√°vel e tivemos dificuldades. mant√™-los usados ‚Äč‚Äčdurante uma corrida sem ajust√°-los constantemente.

O principal problema √© o pesco√ßo muito comprido, que provavelmente ser√° √ļtil para algu√©m, mas n√£o para o escritor. Certamente esse design o leva a us√°-los perfeitamente, bem dentro da orelha, pois caso contr√°rio, eles cair√£o ap√≥s alguns passos. A conseq√ľ√™ncia direta √© o desempenho m√°ximo do som oferecido pelo design intra-auricular. O Klipsch T5 √© de fato excelente em termos de qualidade de √°udio. Al√©m disso, a autonomia de oito horas com uma √ļnica carga permite mant√™-los em uso o dia todo.

O pre√ßo, cerca de 180 euros, n√£o √© ruim, considerando a qualidade e a autonomia do √°udio. Se voc√™ estiver entre os sortudos que poder√£o us√°-los confortavelmente, leve-os sem preocupa√ß√Ķes. Caso contr√°rio, avalie como voc√™ se sente confort√°vel.