Autoridades gregas solicitaram informaçÔes para 15 usuårios do Twitter

twitter O relatĂłrio de transparĂȘncia de redes sociais para o segundo semestre de 2012 mostra um aumento de solicitaçÔes em 20% em todo o mundo.

Os pedidos oficiais do governo a funcionĂĄrios do Twitter aumentaram 20% no segundo trimestre de 2012, em comparação com os primeiros seis meses. Isso Ă© revelado pelo segundo relatĂłrio de transparĂȘncia publicado ontem pela rede social, <
>

que afirma que as autoridades estaduais estavam buscando a divulgação de informaçÔes do usuĂĄrio ou a remoção de conteĂșdo. No caso da GrĂ©cia, os pedidos eram inferiores a 10 e diziam respeito aos dados pessoais de 15 usuĂĄrios.

As autoridades que entraram em contato com o Twitter por um dos dois motivos acima pertenceram a 30 paĂ­ses em todo o mundo, com a maioria dos pedidos vindos dos EUA – e, mais especificamente, 815 de 1.009.

O segundo relatĂłrio de transparĂȘncia foi publicado no site transparent.twitter.com e abrange o perĂ­odo de 1Âș de julho a 31 de dezembro de 2012. Segundo o Twitter, sua publicação pretende “promover a Internet livre e segura”.

A atitude da rede social nas aplicaçÔes das autoridades varia de país para país. No caso da Grécia, por exemplo, não atendeu a nenhum pedido, o que fez na França, Alemanha ou Turquia. Pelo contrårio, na maioria das vezes ele cooperava com as autoridades americanas, satisfazendo 69% de seus pedidos.

É por isso que o relatĂłrio lista mais detalhes sobre os Estados Unidos, observando que em 60% dos casos eles vieram de tribunais. A tĂĄtica consistente do Twitter Ă© informar aos usuĂĄrios que seus detalhes foram solicitados, a menos que a decisĂŁo do tribunal o proĂ­ba. Algo que aconteceu em 20% dos casos.

Fonte: portal.kathimerini.gr