AtĂ© crianças tĂȘm perfis no Facebook

O que uma pesquisa do Hellenic Center for Safe Internet mostrou

De acordo com uma pesquisa on-line realizada pela Ação de Informação Saferinternet.gr do Centro HelĂȘnico de Internet Segura, durante o perĂ­odo de 10/10/2011 a 25/9/2011, crianças na GrĂ©cia estĂŁo presentes no Facebook e em outras redes sociais.

A pesquisa, com a contribuição e cooperação da Rede Panhellenic School, foi aceita por professores de todos os níveis de ensino, e 2.319 professores de toda a Grécia responderam.

Os principais resultados da pesquisa,

em relação ao uso de tecnologias interativas pelos alunos, são os seguintes:

-Na maioria dos jardins de infĂąncia (76%), pelo menos um em cada 10 bebĂȘs usa a Internet fora da escola. Em um em cada quatro jardins de infĂąncia, trĂȘs em cada dez bebĂȘs usam a Internet, enquanto em um em cada dez jardins de infĂąncia a porcentagem de bebĂȘs que usam a Internet fora da escola Ă© de 50%.

-Em 10% dos jardins de infĂąncia, um em cada 10 bebĂȘs tem seu prĂłprio telefone celular.

-Em 14% dos jardins de infĂąncia, um a dois bebĂȘs jĂĄ tĂȘm um perfil em um site de rede social.

-Em mais da metade das escolas primĂĄrias (56%), pelo menos cinco em cada dez crianças usam a Internet fora da escola e 19% de todos os alunos da escola primĂĄria que responderam ao questionĂĄrio, as crianças que usam a Internet fora da escola tĂȘm entre oito e oito anos. 10 de 10.

-Em trĂȘs de 10 escolas primĂĄrias, pelo menos metade dos estudantes possui seu prĂłprio telefone mĂłvel, com metade dessas escolas informando sobre o uso de telefones mĂłveis pelos alunos entre 80 e 90%.

-Em duas das 10 escolas primårias, pelo menos metade dos alunos tem um perfil em um site de rede social, como o Facebook. De todos os alunos da escola primåria que responderam ao questionårio, 1,5 em cada 10 crianças jå possuem esse perfil.

-Em todas as escolas secundĂĄrias e liceus do paĂ­s que responderam ao questionĂĄrio, 8,8 em 10 alunos usam a Internet fora da escola.

-Em quase metade dessas escolas (47%), todos os alunos tĂȘm seu prĂłprio telefone celular e 40% dos nove em cada 10 alunos tĂȘm um telefone celular. Na grande maioria das escolas (97%), sete a 10 alunos tĂȘm seu prĂłprio telefone celular.

-Em seis das 10 escolas secundĂĄrias e liceus do paĂ­s, pelo menos sete em cada 10 alunos tĂȘm perfis em um site de redes sociais, enquanto 73% das escolas, com uma mĂ©dia de 6,7 em 10 alunos, tĂȘm perfis no Facebook.

Os dados acima, de acordo com o Hellenic Center for Safe Internet, demonstram a necessidade urgente de cuidadores de menores de se envolverem em tecnologias interativas, para que eles conheçam os benefícios e riscos potenciais e entendam os motivos que empurram os menores desde tenra idade. idade no uso da Internet.

O Centro também destaca que é importante que os pais estabeleçam limites para o uso dessas tecnologias por seus filhos desde tenra idade e expliquem claramente o que é permitido e o que não é, tornando a Internet um assunto de família. Como ele ressalta, questÔes como o uso de sites de redes sociais (por exemplo, Facebook) por menores de 13 anos, que são expressamente proibidas pelo próprio site, devem ser motivo de preocupação imediata para os pais.

O Centro também destaca que é muito importante ajudar os professores, para que, por meio de atividades especializadas de aprendizagem, possam contribuir para o desenvolvimento da capacidade crítica dos alunos e do comportamento correto nos mundos virtuais.

Nesse contexto, e atravĂ©s do memorando de cooperação concluĂ­do pelo Centro HelĂȘnico de Internet Segura com o MinistĂ©rio da Educação, o manual educacional aprovado “Aprendendo a navegar de forma criativa e segura”, com uma ĂĄrea de 244 pĂĄginas, foi promovido a todos os professores certificados por meio de do site da Rede Escolar Panhellenic internet-safety.sch.grΑ.

Fonte: newsbeast.gr