As linguagens de programação mais amadas e odiadas de 2019

planejamento

Um estudo recente realizado por engenheiros de software contratados trouxe novos conhecimentos sobre preferências em torno das linguagens de programação para 2019.

Cerca de 98.000 desenvolvedores participaram da pesquisa e votaram em uma variedade de tópicos, incluindo as linguagens de programação mais populares e odiadas, e os resultados são bastante interessantes.

A pesquisa constatou que o PHP é a linguagem de programação mais odiada, com 19% dos desenvolvedores que não a preferem. A seguir estão Objective-C e Java, como mostrado na imagem abaixo.

Por outro lado, o Python conquistou a posição da linguagem de programação mais popular, com 51% dos desenvolvedores votando a seu favor. JavaScript ficou em segundo lugar com 49% e Java em terceiro com 37%.

Quando perguntado, o principal motivo que tornou uma linguagem de programação mais odiosa era de 49%, que não era divertido programar nessa linguagem.

Por outro lado, a principal razão pela qual uma linguagem de programação era tão popular foi a disponibilidade de recursos para seu aprendizado e desenvolvimento de software, além da vontade de receber novos desenvolvedores.

Os empregos mais procurados

A pesquisa realizada pela Hired também avalia o tipo de trabalho mais demandado, os idiomas preferidos pelas empresas e os salários médios mais altos para diferentes empregos, nos principais mercados de tecnologia, como Londres, Nova York e Nova York. Nova York, Paris e São Francisco.

Os Blockchain Engineers foram considerados os funcion√°rios mais procurados pelas empresas de tecnologia, j√° que a demanda por Blockchain Engineers aumentou para 517% desde 2017.

A demanda por engenheiros de segurança foi de 132%, seguida pelos engenheiros incorporados, com 76%.