Apple trabalha no concorrente direto da Star: Surface com tela sensível ao toque e processador ARM

A Apple terá sua superfície? A empresa Cupertino parece estar trabalhando em um novo projeto que prevê a criação de um produto completamente diferente do que foi feito até agora e capaz de abordar o Surface da Microsoft em termos de funcionalidade e conceito. Apple Star é o seu codinome e nos laboratórios da Apple eles chamariam isso também Apple “N84”, de fato, o protótipo que a empresa receberia da fábrica da Pegatron provaria ser exatamente esse um híbrido entre um iPad e um Mac.

Os testes, de acordo com os últimos rumores, parecem ter começado há muito tempo nas salas secretas de Cupertino e a “experimentação” deste novo produto hipotético com a maçã mordida pode já estar em andamento. Apple Star é esperado para diversificar comparado ao que foi visto até agora nos produtos Apple devido à presença acima de todos os novos Chip ARM que a empresa também gostaria de usar em um produto mais avançado do que em um smartphone “simples”. Não apenas porque os usuários podem se encontrar nessa nova “estrela” também tela grande e totalmente sensível ao toque também pode ser usado com a adição de um mouse, como acontece hoje com o Surface da Microsoft.

O novo Apple Star pode possuir o certificação de resistência à água e poeira como os últimos iPhones da empresa ditaram, mas também a presença de um slot para inserir o SIM permitindo assim a quem o usa, mesmo com uma mobilidade de 360 ​​graus.

Infelizmente, os rumores sobre o aspecto são zero. Alguns especulam que o nome “Estrela” será usado como uma homenagem ao “Xerox Star” o sistema comercializado em 1981 e que primeiro marcou o uso da interface gráfica com janelas, ícones e mouse. Tudo parece corresponder ao desejo da Apple de padronizar o sistema operacional Mac o máximo possível com o que normalmente vemos nos iPhones.

Há algum tempo se fala dessa vontade por parte da empresa Cupertino e, por algum tempo, tudo sempre foi negado. Mas os tempos agora podem estar maduros e a disposição da Apple de abandonar a dependência da Intel para seus chips poderia de fato levar a empresa a colocar uma arquitetura ARM em uma máquina “semelhante a Mac”.

Artigos Relacionados

Back to top button