Apple: Segundo os juĂ­zes brasileiros, nĂŁo hĂĄ obsolescĂȘncia planejada

Lå Tribunal brasileiro determinou que um recurso recente introduzido por maçã não pode ser considerado ilegal. Frases diferentes em outros países do mundo, entre as quais EUA é França.

A Apple se viu imersa novamente em numerosas crĂ­ticas. A empresa introduziu uma função que, quando o nĂ­vel de energia Ă© muito baixo, diminui o desempenho do processador e, consequentemente, do Iphone. Segundo alguns especialistas, isso pode representar uma ação ilegal. Os juĂ­zes brasileiros, sem considerar as evidĂȘncias, deram um motivo Ă  Apple, que, portanto, nĂŁo terĂĄ que pagar multas adicionais.

Nos Ășltimos dias, o gigante de Cupertino decidiu encerrar uma ação de classe no Estados Unidos da Americapagando bem 500 milhĂ”es de dĂłlares. Segundo a acusação, a Apple teria deteriorado conscientemente o desempenho de muitos produtos para smartphones e levou os consumidores a comprar novos modelos. A empresa, apesar de ter decidido pagar essa multa salgada, nĂŁo admitiu nenhuma irregularidade.

Os usuĂĄrios dos EUA que possuem um iPhone 6, 6 Plus, 6s, 6s Plus, 7, 7 Plus e SE (iOS 10.2.1 e posterior) poderĂŁo solicitar um reembolso a partir de US $ 25. No mĂȘs passado, atĂ© o Governo francĂȘs multou a Apple. Este Ășltimo teve que pagar US $ 27 milhĂ”es.

Segundo as autoridades brasileiras, no entanto, a marca nĂŁo planejou obsolescĂȘncia: o recurso Ă© Ăștil apenas para otimizar o consumo de energia quando o nĂ­vel da bateria estiver muito baixo. A contraparte solicitou Ă  empresa Cupertino um reembolso de aproximadamente 212 milhĂ”es de dĂłlares.