Apple pede desculpas por ouvir Siri

No mês passado, foi anunciado que a Apple estava enviando gravações de áudio Siri a terceiros e, pouco depois, a gigante americana anunciou o término do programa de transferência de dados.

Agora, a Apple fez um post para se desculpar publicamente em todo o mundo por suas ações.

Inicialmente, por padrão, não gravaremos gravações de áudio e interações com o Siri. Mas continuaremos usando gravações para ajudar a Siri a melhorar.

Segundo, os usuários poderão escolher se o Siri usará gravações de áudio para melhorar. Esperamos que as pessoas escolham ajudar a melhorá-lo, sabendo que a Apple respeita os dados de seus clientes e possui fortes controles de privacidade. Quem seguir esse caminho poderá abandoná-lo sempre que decidir.

Terceiro, quando os usuários decidirem sair, um funcionário da Apple poderá ouvir amostras das interações da Siri. A equipe excluirá qualquer registro que invalidou a Siri.

Apple Siri

No passado, além da Apple, outras empresas, como Google, Amazon, Facebook e Microsoft, pagavam aos funcionários para ouvir gravações de áudio, que dizem ter ouvido até mil gravações por dia.

Até agora, a Apple manteve essas mensagens de áudio por até seis meses. Em seguida, ela excluiu as informações das quais um usuário poderia ser identificado, mas isso permitiu que ela mantivesse os arquivos por até 2 anos.

A partir de agora, a Apple manterá apenas as gravações de áudio daqueles que lhe derem permissão, que serão ouvidas apenas pelos funcionários da empresa e não por terceiros.

Fonte