Apple: multa de US $ 506 milhões por violar patente de universidade

Apple-A8X-570

A Apple deve pagar US $ 506 milhões à Universidade de Wisconsin-Madison por violação de patente em seus processadores.

A disputa legal entre a universidade e a Apple começou há cerca de dois anos e parece que não vai parar por aqui.

Em outubro de 2015, um tribunal decidiu que a Apple violou as patentes da universidade quando os chips usados ​​no iPhone, iPad Mini e iPad Air usavam a tecnologia da universidade.

Em particular, a empresa é acusada de que os processadores A7, A8 e A8X usados ​​no iPhone 5S, 6 e 6 Plus se beneficiaram das tecnologias cujos direitos de patente eram garantidos pela Universidade.

O tribunal então ordenou que a Apple pagasse US $ 234 milhões em danos à Universidade, mas a Apple alegou que tinha sua própria patente para a tecnologia.

O tribunal desta vez aumentou a multa, afirmando que a Apple continuou a violar a patente até 2016, quando expirou.

Note-se que a multa inicial foi de US $ 862 milhões, mas foi reduzida, pois foi constatado que a Apple não violou intencionalmente a patente.

Por sua parte, no entanto, ela apelará enquanto se recusar a comentar.