Apple concorda em pagar 13 bilh√Ķes √†s autoridades fiscais irlandesas

A Apple aparentemente se curvou √† vontade de Bruxelas: pagar√° √† Irlanda 13 bilh√Ķes de euros em impostos atrasados. “Chegamos a um acordo com a Apple sobre os princ√≠pios e o funcionamento do fundo cativo”, disse o ministro das Finan√ßas da Irlanda, Paschal Donohoe. “Esperamos que o dinheiro come√ßar√° a ser transferido para a conta da Apple no primeiro trimestre Pr√≥ximo ano. “

A hist√≥ria remonta a agosto de 2016, quando o comiss√°rio da concorr√™ncia Margrethe Vestager confirmou que o gigante dos EUA teria que pagar bilh√Ķes de euros em atraso √†s autoridades fiscais irlandesas.

o esquema
O esquema da Apple

A investigação de Bruxelas mostrou que a Apple havia desfrutado acordos fiscais com a Irlanda (em 1991 e 2007), de modo a permitir uma taxa na atividade comercial realizada na Europa entre 1% e 0,0005% Рquando normalmente deveria ser aplicada a nacional de 12,1%.

“A Irlanda agora precisa recuperar os impostos nacionais n√£o pagos pela Apple para o per√≠odo de 2003 a 2014, equivalentes a 13 bilh√Ķes de d√≥lares, incluindo juros”, diz a nota oficial da UE de 2016. Desde ent√£o, um queda de bra√ßo entre Bruxelas e Dublin, com uma s√©rie de reviravoltas. Antes de mais, a decis√£o da Irlanda de recorrer √† ordem da Comiss√£o da UE.

Agora, a Apple decidiu se adaptar, na pendência de que o Tribunal de Justiça, que se reuniu em Dublin, analise todas as evidências coletadas e anular a decisão da Comissão.

protesto

Em resumo, a guerra continua. Mesmo que a Apple registre pela primeira vez uma forte rea√ß√£o da opini√£o p√ļblica. S√°bado, na Apple Store Opera, em Paris, cem ativistas do Attac (Associa√ß√£o para a Tributa√ß√£o de Transa√ß√Ķes Financeiras e Cidad√£o) ocupou as instala√ß√Ķes da loja por cerca de 3 horas, realizando um protesto com faixas. Sob acusa√ß√£o, a decis√£o do gigante dos EUA de apelar √† Justi√ßa da UE para evitar o pagamento de impostos na Irlanda.