Apple adquire divisão Intel por 1 bilhão: abordagens proprietárias de modem 5G

A Apple adquiriu a divisão de modems da Intel sob um acordo de US $ 1 bilhão. Esta é uma aquisição que permitirá à gigante de Cupertino continuar o projeto de construção de um modem 5G proprietário, com o objetivo de reduzir a dependência de empresas de terceiros, como a Qualcomm. 2.200 funcionários passarão de Santa Clara para a Apple, que obterão propriedade intelectual, equipamentos e contratos de leasing.

Em combinação com seu portfólio existente, Apple terá 17.000 patentes de tecnologia sem fio variando de padrões de comunicação celular a modems. A Intel continuará mantendo o direito de desenvolver modems para aplicativos que não sejam smartphones, como PCs, equipamentos industriais e carros autônomos. As notícias tiveram resultados positivos na bolsa de valores de ambas as empresas. As ações da Intel subiram 5,7% e 0,1% da Apple.

Para os chips de modem que conectam dispositivos a redes de dados sem fio, a empresa de Tim Cook sempre confiou em fornecedores externos. No ano passado, foi apenas certo Intel fornecerá chips para iPhones enquanto a Apple e a Qualcomm estavam envolvidas em uma longa disputa legal. Este último, então, encontrou um acordo que de fato levou a empresa de Santa Clara a sair do mercado de modems para smartphones.

O acordo com a Intel reforçará o objetivo da Apple de fabricar seu próprio chip de modem. Uma medida tão útil quanto necessária, já que os principais rivais – como Samsung e Huawei – já são capazes de criar soluções proprietárias. De acordo com algumas fontes, de fato, a empresa de Cupertino planeja usar a tecnologia Qualcomm para o iPhone 2020, mas pretende ter uma tecnologia de modem 5G desenvolvida internamente já no ano seguinte, pronta para ser usada em seus produtos até 2021.