Android O, Google lança Developer Preview 1

O Android O Developer Preview 1 est√° oficialmente dispon√≠vel. Sem clamor particular. A partir de agora Google nos acostumou, aqui est√° uma primeira vers√£o do que ser√° o novo grande lan√ßamento do sistema operacional. A empresa de Mountain View parece ter focado principalmente em dois aspectos, a saber: notifica√ß√Ķes, autonomia e aplicativos.

Notifica√ß√Ķes

Com Android O, Google introduz o conceito de “Canais”. As notifica√ß√Ķes, dependendo do tipo, podem ser agrupadas em algumas esp√©cies da categoria macro, como mostram as telas mostradas pela empresa. Os desenvolvedores de terceiros poder√£o atribuir uma cor diferente √†s notifica√ß√Ķes de seus aplicativos (pensamos, no futuro, a cor azul para Facebookou a cor verde para Whatsapp) e, nesse sentido, ser√° muito prov√°vel a presen√ßa de uma regulamenta√ß√£o precisa para evitar confus√£o entre os aplicativos.

  Android O
Os canais introduzidos pelo Android OU nas notifica√ß√Ķes

Atrav√©s de um toque na pr√≥pria notifica√ß√£o, √© poss√≠vel adi√°-la e visualiz√°-la mais tarde, de acordo com as necessidades espec√≠ficas do usu√°rio. Tamb√©m foi introduzida uma possibilidade mais ampla de personaliza√ß√£o do Configura√ß√Ķes r√°pidas, a fim de racionalizar a organiza√ß√£o da cortina ic√īnica de Android. Em geral, um foco visa tornar as notifica√ß√Ķes facilmente acess√≠veis na vida cotidiana.

Autonomia

√Č um aspecto em que Google concentrou-se muito nos √ļltimos anos. Com Marshmallow para Android, a fun√ß√£o foi introduzida cochilar, projetado para otimizar o consumo da bateria em per√≠odos de inatividade, gra√ßas a um algoritmo capaz de gerenciar habilmente os v√°rios sensores no smartphone e no Servi√ßo Play.

Android O
O recurso Marshmallow Doze do Android

Também em Android O o trabalho se concentrou em períodos de inatividade do dispositivo e no que os aplicativos podem realmente fazer em segundo plano (da atualização da posição aos vários serviços), introduzindo limites mais restritivos. Nesse sentido, será necessário verificar qual será o impacto no uso diário, com desenvolvedores de terceiros que obviamente terão que adaptar seus aplicativos para garantir a operação correta em qualquer caso.

Formul√°rios

Os dois primeiros aspectos j√° envolvem as aplica√ß√Ķes, mas √© justo destacar outras inova√ß√Ķes interessantes introduzidas por este Pr√©-visualiza√ß√£o do desenvolvedor 1 do Android O, come√ßando principalmente pela funcionalidade do API de preenchimento autom√°tico.

Voc√™ pode escolher um aplicativo para gerenciar senhas, exatamente como acontece em outros aspectos do sistema operacional (vamos pensar, por exemplo, no teclado). O aplicativo escolhido armazena todos os dados do usu√°rio, que podem ser usados ‚Äč‚Äčpor outros aplicativos sem precisar digit√°-los novamente. O conceito de preenchimento autom√°tico de senhas ocorre, portanto, no n√≠vel da plataforma. Tudo passar√° pelos novos API quem vai implementar essa possibilidade.

Muito interessante a introdução de ícones auto-adaptáveisou capaz de alterar a forma com base no tema definido pelo usuário. Também neste caso, Google escolhe dar espaço livre à personalização, um conceito que sempre representou um ponto crucial no mundo Android.

A empresa Mountain View também apresenta funcionalidade Imagem em Imagem (PiP), emprestado de Android TV. Portanto, é possível, em smartphones e tablets, reproduzir um vídeo e reduzi-lo a uma espécie de janela flutuante (totalmente personalizável), para que você possa continuar usando o restante do sistema operacional (incluindo outros aplicativos). Uma possibilidade, porém já vista, por exemplo, no TouchWiz do Samsung.

Android O
O modo imagem em imagem da TV Android

√Āudio

Grande atenção também à parte de áudio. Android O suporta novos codecs bluetooth de alta qualidade. Este poderia ser o primeiro passo para a adoção em larga escala do novo padrão 5.0. O suporte também é adicionado ao Wi-Fi ciente, ou a possibilidade, em dispositivos com hardware específico, de se comunicar via Wi-Fi, mesmo sem um ponto de acesso.

A nova API AAudio tamb√©m √© introduzida, que pisca com √°udio profissional, oferecendo alto desempenho de baixa lat√™ncia. Existe a possibilidade de ser capaz de ler e gravar nos fluxos de dados, e em cada uma dessas APIs ser√° aprimorada e desenvolvida ao longo do tempo com as vers√Ķes subsequentes de Android O.

Finalmente, a possibilidade de acessar o Fontes XML, com aplicativos que poderão escolher o layout e definir a família à qual uma fonte XML pertence.

Dispositivos compatíveis

Sendo uma versão de Android O projetado para desenvolvedores, você só pode instalá-lo via imagem de fábrica e exclusivamente em pixel, Pixel XL, Pixel C., Nexus Player, Nexus 6P é Nexus 5X.

Nexus 6P
O Nexus 6P

A vers√£o final dever√° ser lan√ßada no outono, provavelmente em conjunto com a nova gera√ß√£o de Google Pixel. No entanto, √© claro que esta nova vers√£o do sistema operacional da empresa Mountain View est√° apenas na sua inf√Ęncia e esconde muitas outras novidades. De qualquer forma, para v√™-lo em a√ß√£o nos smartphones dos v√°rios OEMs, presumivelmente, teremos que esperar por 2018.