Agora a Nokia est√° realmente de volta, est√° sendo tocada com seriedade!

Se voc√™ s√≥ puder segurar um telefone na m√£o por alguns minutos, com uma multid√£o de pessoas e c√Ęmeras ao seu redor, certamente n√£o poder√° avali√°-lo em sua totalidade. Mas esse pouco tempo √© suficiente para dizer algo sobre design, sobre as impress√Ķes que ele oferece para segur√°-lo na m√£o. √Č no caso do Nokia 8 Sirocco s√≥ se pode dizer “espetacular”. Um smartphone feito de a√ßo inoxid√°vel e vidro, com uma aten√ß√£o man√≠aca aos detalhes.

sirocco 06

Compacto gra√ßas a estruturas laterais quase inexistentes, mas tamb√©m extremamente f√°ceis de manusear. √Č um 5.5 polegadas, mas parece ter um smartphone muito menor em suas m√£os. Pode at√© ser de interesse para quem at√© agora buscou o melhor modelo com menos de cinco polegadas. Tela bonita para brilho e nitidez, gra√ßas naturalmente √† alta resolu√ß√£o. Voc√™ vai se apaixonar rapidamente pelo Nokia 8 Sirocco. √Č claro que, para testar os fatos, talvez o amor tenha sido um buggy, mas por enquanto esse √© o topo de gama a ser vencido em 2018. Tamb√©m porque, um detalhe muito relevante, a tabela de pre√ßos custa “apenas” 750 euros. Uma boa cifra, √© claro, afinal, para um Galaxy S9, ser√° preciso ainda mais.

E j√° ouvi as cr√≠ticas de sempre, segundo as quais o Nokia 8 Sirocco n√£o deve ser levado em considera√ß√£o porque possui o hardware do ano passado. Como se o Snapdragon 835 fosse um processador de 1985. N√£o √©, e de fato para 99,99% das pessoas absolutamente nada muda. No campo dos smartphones, perseguir a √ļltima gera√ß√£o de hardware a todo custo √© uma escolha sem sentido. Na verdade, √© est√ļpido. Voc√™ sabe que na Tom’s adoramos hardware, mas voc√™ precisa saber como parar antes de dizer uma bobagem como “o 835 agora est√° obsoleto”.

Voltando ao Nokia 8 Sirocco, obrigado tamb√©m ao Android One parece ter desempenho superior. O modelo mostrado estava offline e n√£o tinha nada instalado, mas era o que t√≠nhamos dispon√≠vel. No entanto, sendo o Android One, n√£o h√° motivos para pensar em problemas de qualquer tipo. As inc√≥gnitas sobre c√Ęmera e autonomia permanecem, que teremos que testar em campo, al√©m de outros detalhes. No entanto, primeira impress√£o fant√°stica.

Tamb√©m s√£o interessantes os outros modelos que vimos em Barcelona e que certamente voltaremos a ver nos pr√≥ximos dias. De qualquer forma, para esse primeiro contato quente, eu diria que o Nokia 7 Plus e o novo Nokia 6 parecem muito bons. O Nokia 7 Plus √© bastante volumoso, e a propor√ß√£o de 18: 9 n√£o ajuda muito para torn√°-lo menor. √Č um gigante de 6 polegadas e voc√™ pode v√™-lo, mas se voc√™ n√£o tiver problemas com o tamanho, √© um √≥timo smartphone: bem constru√≠do, bonito de se ver e com uma plataforma de hardware respeit√°vel – incluindo a c√Ęmera.

N√£o √© ruim o Nokia 6 tamb√©m, mesmo que aqui entremos um territ√≥rio mais comum. A concha de metal √© agrad√°vel, mas nada incr√≠vel. O Nokia 1 me deixou um pouco frio e, se um telefone com especifica√ß√Ķes t√£o baixas se sair bem (veremos), ser√° Gra√ßas ao google e a Go Edition, n√£o h√° necessidade de comemorar a Nokia (ou Alcatel, para esse assunto).

O telefone dos Minions, ou seja, o 8110 amarelo, é um objeto divertido, mas nada mais. O plástico certamente não é agradável de segurar, e a operação de nostalgia teria sido muito, muito melhor se eles tivessem aberto a abertura. Em vez disso, a porta deve ser deslizada à mão. Em resumo, é amarelo e não atira, como diabos devo fingir ser Neo em Matriz. Estamos brincando?

Falando mais a s√©rio, Nokia iniciou 2018, com uma gama de produtos que, pelo menos √† primeira vista, s√£o muito convincentes. Bonito, bem constru√≠do, com um modelo excepcional que atuar√° como embaixador deluxe para todo mundo. Os pre√ßos tamb√©m s√£o bons; n√£o sensacional, mas bom. √Č uma pena que eles saiam em abril / maio, e teremos que esperar at√© o ver√£o para ver uma redu√ß√£o nos pre√ßos atraentes.

Finalmente, a escolha de Android One, que eu pessoalmente aprecio muito. A Nokia decidiu “ceder” o controle do software ao Google e, ao faz√™-lo, perde a possibilidade de personalizar os telefones tamb√©m deste ponto de vista. Pode ser uma pena, √© claro, mas a desvantagem √© que a maioria dos compradores ficar√° satisfeita com o software para estabilidade, autonomia, compatibilidade e seguran√ßa de aplicativos. Quatro detalhes importantes que podem ser colunas para construir uma nova escalada no mercado de smartphones.

No ano passado, eles me deixaram indiferente, quase entediada. Este ano, no entanto, sinto que posso dizer, finalmente, bem-vindo de volta à Nokia.