A tentação da Internet desperta o apetite pelo trabalho

image.ashx N√£o apenas “surfando” na Internet √© a principal causa de perda de tempo produtivo no trabalho, custando bilh√Ķes de euros a empresas privadas e organiza√ß√Ķes p√ļblicas a cada ano, mas um novo estudo cient√≠fico internacional descobriu que tenta√ß√£o online √© suficiente para reduzir a produtividade dos funcion√°rios.

√Č o primeiro estudo a encontrar um elo entre a tenta√ß√£o e a produtividade no trabalho na internet, o que sugere a introdu√ß√£o de intervalos especiais de funcion√°rios para “surfar”, como no caf√© da manh√£!

Pesquisadores universitários <…>

Verona na It√°lia, George Mason nos Estados Unidos e Copenhague na Dinamarca, que publicou a revista PLoS ONE, realizaram experimentos com 60 volunt√°rios.

Eles concluíram que quando os funcionários são solicitados a não usar a Internet no trabalho para uso pessoal, ficam tentados e entram em conflito interno com a vontade.

Eventualmente, a produtividade do funcionário diminui sem usar a Internet, mas simplesmente porque ele luta para resistir à tentação, resultando em mais ou menos perda de sua capacidade de concentração e de sua força mental para se concentrar além do escopo de seu trabalho.

Quanto mais exigente é o trabalho de se concentrar e quanto menor a margem de erro, mais importante Рe perigosa Рpode ser a tentação da Internet.

Por outro lado, em tarefas rotineiras com margens de erro mais altas, a import√Ęncia da tenta√ß√£o online de reduzir a produtividade √© menor.

Os pesquisadores estimam que suas descobertas tenham aplicação prática em muitos ambientes de trabalho.

Conforme recomendado, Os empregadores não devem, por um lado, proibir a Internet para uso pessoal, mas, por outro lado, deixá-la livremente acessível ao computador do empregado, tentando-o.

Melhor, como eles afirmam, seria o uso da Internet é completamente proibido (se isso for possível com base nos deveres do funcionário) ou para permitir intervalos especiais, como alimentos, café e cigarros, onde os funcionários poderão relaxar em paz Рe com o consentimento de seu chefe Рna Internet. .

Fonte: www.nooz.gr