A evolução da tecnologia de toque

4AB26E8FAFA2222FAB0EA4F26B720DB4128 Uma breve revisão da história das telas sensíveis ao toque de 1965 a partir de 196

Até vinte anos atrás, a tecnologia de toque era algo que só se podia encontrar em livros e filmes de ficção científica. Hoje em dia, é um dado, já que não podemos imaginar um dia sem usar nosso smartphone ou tablet.

Agora, essa tecnologia relativamente recente tomou conta de nossas vidas diárias,<…>

enquanto os dispositivos que o utilizam podem ser encontrados em carros, avi√Ķes, lojas, eletrodom√©sticos e muito mais.

A primeira exibição de uma tela sensível ao toque que utiliza a tecnologia sensível ao toque, segundo os historiadores, foi colocada em 1965. Foi inspirada no EA Johnson do Royal Radar Establishment, em Malvern, Reino Unido. A tecnologia usada por essa tela em particular é o nosso conhecido toque capacitivo que encontramos ainda hoje em muitos smartphones no mercado.

Na década de 1970, o Dr. G. Samuel Hurst e sua equipe da Universidade de Kentucky criaram, quase por acidente, uma nova tecnologia de toque para telas, conhecida como telas sensíveis ao toque resistivas. Essa nova técnica utilizou uma capa condutora, que quando pressionada, entrou em contato com uma folha contendo um sistema de coordenadas (x, y).

toucht2

As telas sens√≠veis ao toque resistentes eram acess√≠veis e ao mesmo tempo bastante dur√°veis ‚Äč‚Äčpara aplica√ß√Ķes exigentes, como f√°bricas, restaurantes e hospitais. √Äs vezes, eles foram usados ‚Äč‚Äčpor fabricantes de smartphones, mas agora seu uso √© bastante limitado.

A d√©cada de 1980 foi chamada de “d√©cada do toque”, quando telas multitoque apareceram pela primeira vez. O primeiro dispositivo a incorporar essa tecnologia apareceu em 1982 na Universidade de Toronto e foi criado por Nimish Mehta.

√Č uma superf√≠cie de um filtro de pl√°stico transl√ļcido, montado em cima de uma folha de vidro, iluminado por uma l√Ęmpada fluorescente. Uma c√Ęmera montada abaixo dessa superf√≠cie poderia detectar as sombras que apareciam no filtro quando algu√©m o tocava e depois transmitir o sinal digital recebido por um processador de sinal para an√°lise.

toucht6

Ent√£o, em 1983, Myron Krueger lan√ßou o Video Place (mais tarde chamado Video Desk), um sistema visual que podia rastrear os movimentos das m√£os com a ajuda de c√Ęmeras e projetores.

toucht3

No entanto, o primeiro monitor multitoque foi desenvolvido por Bob Boie, da Bell Labs, em 1984, que usou uma s√©rie transl√ļcida de sensores de toque capacitivos para cobrir uma tela de CRT. Isso permitiu ao usu√°rio controlar os gr√°ficos com os dedos, com excelente tempo de resposta.

Chegando em 1993, a IBM fez uma parceria com a BellSouth para criar o Simon Personal Communicator, o primeiro celular a usar a tecnologia de toque. No mesmo ano, a Apple lançou o MessagePad 100, um dispositivo que definia a categoria de PDAs (assistente digital pessoal) e também usava a mesma tecnologia.

Obviamente, o aumento das telas sens√≠veis ao toque ocorreu ap√≥s 2000, quando o uso em dispositivos m√≥veis sofreu um grande aumento. Muitos dispositivos novos surgiram e a tecnologia de toque tornou-se uma ferramenta “favorita” para designers.

toucht4

Grandes empresas como Sony, Microsoft, Samsung e muitas outras se concentraram no desenvolvimento de novas técnicas de toque, com respostas muito mais altas, melhor resolução, menor consumo de energia e menores custos de produção.

Alguns dos projetos introduzidos no início dos anos 2000 foram o SmartSkin da Sony, TouchLight e Surface da Microsoft e SUR40 da Samsung, que usava a tecnologia PixelSense da Microsoft.

toucht1

Nosso futuro possui uma experiência ainda melhor no uso de nossos dispositivos, com a tecnologia parecendo superar o toque e se dirigir para um mundo em que os gestos terão um papel importante.

Empresas como Samsung e Apple parecem estar preparando inova√ß√Ķes importantes que mudar√£o a maneira como interagimos com smartphones, tablets e computadores.

Fonte: newsbeast.gr